As antigas estrelas do ‘Top Gear’ assinaram com a Amazon


Jeremy Clarkson, Richard Hammond e James May foram contratados pela Amazon para um novo programa automóvel depois do sucesso planetário de Top Gear. O projecto vem reforçar o serviço de streaming Amazon Instant Video e coloca um ponto final na especulação sobre se as antigas estrelas do programa da BBC iriam assinar pelo Netflix.

Este foi a forma para Richard Hammond e James May se voltarem a unir com Jeremy Clarkson, após o seu despedimento em Março deste ano, na sequência de uma polémica um produtor do programa.

Clarkson, Hammond e May assinaram contrato para 3 temporadas e, apesar do programa ainda não ter nome, a Amazon garante que já vai estar no ar em 2016. Vai ser exclusivo para subscritores do Amazon Instant Video, serviço de streaming de filmes e séries que, à semelhança de concorrentes como o Netflix, tem vindo a ganhar um catálogo cada vez mais rico em conteúdo exclusivo e original.

Tal como as estrelas do Top Gear, também o drama vitoriano Ripper Street deu o salto da BBC para a Amazon. No próximo ano, o catálogo do Instant Video vai ganhar também a primeira série para televisão de Woody Allen.

Ainda assim, a BBC pretende continuar com Top Gear na BBC2, um programa que gera anualmente cerca de 70 milhões de euros por ano. Vai ser o DJ da Radio 2, Chris Evans, a liderar uma nova equipa de apresentadores.

Os apresentadores e protagonistas do programa, em conjunto com os carros, claro, fizeram as suas piadas em relação à mudança. Clarkson disse que saltou de uma avioneta para um foguetão, May troçou do quanto é irónico passarem para uma era de smart TV e e Hammond ainda acrescentou: “Amazon? Já lá estive e fui mordido por uma formiga venenosa.”

O último episódio de Top Gear teve uma audiência de 5 milhões de pessoas e justifica todo o hype acerca do canal que iria acolher o programa. Quantos fãs vão acelerar até à Amazon por esta novidade?