A Uber e a Microsoft juntaram-se por um objectivo: mapas


 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

Enquanto, na segunda-feira, te preparavas para ir dormir, a Uber estava a dar um enorme passo rumo a uma maior independência da Google. A empresa de “boleias” mais conhecida da internet comprou à Microsoft uma parte dos seus Bing Maps. Na prática, a Microsoft vai deixar de colher dados para desenvolver os seus mapas; essa tarefa passará a estar a cargo da Uber.

Os termos do acordo não foram relevados, mas a empresa de Redmond vendeu à Uber produtos como câmaras (para funcionalidade estilo “street view”), um data center e até mesmo cerca de cem engenheiros, para além de algumas licenças de parte da propriedade intelectual da Microsoft. Já em meados de Junho passado, Berian McClendon, um antigo diretor da Google que teve mão na criação do Maps, foi contratado pela Uber.

Muitos dos dados para os Bing Maps já eram recolhidos por parceiros, como a Nokia. No entanto, a própria Microsoft era responsável pela recolha de informações para mapas aéreos, visualizações 3D e navegação estilo-street view. Agora, essas imagens vão ser recolhidas também por parceiros – nomeadamente a Uber –; a empresa de Redmond vai concentrar os seus esforços na interface/experiência dos Bing Maps, uma camada que sobrepõe os dados e imagens dos mapas.

A Uber tem milhares e milhares de carros debaixo da sua plataforma. Com uma câmara em cima de todos esses veículos, as possibilidades ficam mais alargadas e também a velocidade com que os dados são recolhidos, já que a Microsoft tinha de levar os carros propositadamente para a estrada.

Actualmente, a app da Uber usa o sistema de mapas da Google, uma das primeiras investidoras da empresa. A grande questão é se a Uber vai largar o Google Maps e adquirir a unidade de mapas Here da Nokia.

Se não conseguirmos aumentar o número de patronos, a 2ª edição da revista será a última, e o Shifter como o conheces terminará no final de Dezembro. O teu apoio é fundamental!