O Burger King propôs ao McDonald’s a criação do McWhopper. E o McDonald’s respondeu


Este artigo é gratuito como todos os artigos no Shifter.
Se consideras apoiar o nosso trabalho, contribui aqui.

As pessoas gostam de ver marcas a falar umas com as outras, principalmente quando se tratam de rivais. É por isso que, logo de início, esta campanha de marketing do Burger King de que vos vamos falar tinha tudo para resultar e ter a força que está a ter.

Mas, afinal, o que é que o Burger King fez? Enviou uma carta aberta ao seu maior concorrente – o McDonald’s, claro – sugerindo-lhe a criação do McWhopper, um hambúrguer que seria uma espécie de mistura entre as estrelas de cada cadeia, o Whopper e o Big Mac. Um pormenor importante: este hambúrguer só seria vendido dia 21 de Setembro num único local: Atlanta, a capital do estado norte-americano Georgia.

Porquê? Ora, dia 21 de Setembro é o Dia Internacional da Paz, declarado pela ONU. E Atlanta fica entre Miami (a “casa” do Burger King) e Chicago (a “casa” do McDonald’s). A ideia do Burger King é dar um exemplo ao resto do mundo, e abandonar a guerra dos hambúrgueres, que existe desde sempre entre as duas cadeias de fast-food.

mcwhopper_02

O Burger King já fez tudo o que é necessário para que o McWhopper aconteça. Desenhou a caixa do produto, concebeu a roupa dos funcionários da(s) loja(s) em Atlanta e desenvolveu uma proposta de receita para o dito hambúrguer, que teria 12 ingredientes de cada cadeia em proporções iguais (isto é, 6 do Burger King e 6 do McDonalds).

De acordo com o Burger King, os lucros da iniciativa reverteriam, na íntegra, para a organização não-governamental Peace One Day, que promove a paz no mundo.

mcwhopper_03

A proposta do Burger King está a ser globalmente comentada nas redes sociais; a marca tem usado hashtags como ‪#‎SettleTheBeef‬ ou #‎McWhopperProposal‬. O Burger King criou ainda este site. E um anúncio de página inteira no maior jornal dos EUA, o The New York Times, ajudaram a espalhar a palavra.

Lê aqui, na íntegra, a carta aberta do Burger King ao McDonald’s, publicada no The New York Times:

mcwhopper_04

Entretanto, o McDonald’s já respondeu ao Burger King com um post secante no seu Facebook, assinado pelo CEO Steve Easterbrook. A maior cadeia de fast-food do mundo disse que as duas empresa podem pensar em “algo maior para fazer a diferença” e lembrou que entre elas há apenas uma “amigável concorrência”. O McDonald’s terminou a sua resposta com um “um simples telefonema funcionará da próxima vez”.

Dear Burger King, Inspiration for a good cause… great idea. We love the intention but think our two brands could…

Publicado por McDonald's em Quarta-feira, 26 de Agosto de 2015

Investimos diariamente em artigos como este.
Precisamos do teu investimento para poder continuar.