O que está Martin Scorsese a fazer a favor do desarmamento?


Carl McCrow, artista britânico, quer que, por cada arma falsa usada num filme, uma arma verdadeira é destruída. O plano foi baptizado de Gun Neutral e já tem adepto de peso: Martin Scorsese. O cineasta está a adoptar a ideia de McCrow em Tomorrow, filme do qual é produtor executivo e que tem estreia prevista para Outubro deste ano.

“Fiquei muito satisfeito”, disse McCrow ao jornal The Independent. “Se isto pegar, quem sabe quantas vidas podem ser salvas. A verdade é que existem demasiadas armas e ela arruíam a vida de pessoas todos os dias.”

Tomorrow é um filme realizado por Martha Pinson, que já acompanhou Scorsese em produções como The Departed, Shutter Island, The Aviator ou Hugo. A obra conta a história de um soldado que sofre de stress pós-traumático ao retornar da guerra do Afeganistão. No elenco, estão Sebastian Street, Stephanie Leonidas, Sophie Kennedy Clark e o icónico Stephen Fry. McCrow também faz parte do filme, interpretará o papel de um soldado.

O artista britânico não está a tentar remover as armas do cinema, até porque gosta de um bom filme de guerra e também de jogar Call of Duty com a sua filha adolescente, conforme confessou ao The Independent.

McCrow associou a sua iniciativa de desarmamento à plantação de árvores e a outras acções ambientais, com o objectivo de compensar a chamada pegada de carbono. Para fazer isso, está a pedir que cineastas e outras figuras do cinema doem dinheiro para a sua instituição de caridade One Less Gun, que procura destruir armas encontradas em zonas de guerra. O público pode também doar 5 libras; quem o fizer vai receber uma bala com a inscrição do número de série da arma que “destruiu”.

onelessgun

Martin Scorsese não é a primeira pessoa de Hollywood a mostrar a sua preocupação pela violência com armas. No início deste ano, o actor Liam Neeson também criticou a quantidade de armas existentes nos Estados Unidos: “Existem demasiadas armas por aí. Principalmente na América. Penso que a população é de cerca… 320 milhões? Existem cerca de 300 milhões de armas. Em mãos privadas, na Améria. Acho que isto é uma desgraça. Todas as semanas abrimos um jornal e vemos que mais crianças foram mortas em escolas.”

Milhares de pessoas seguem o Shifter diariamente, apenas 50 apoiam o projecto directamente. Ajuda-nos a mudar esta estatística.