Mil músicos chamaram pelos Foo Fighters em Itália e eles responderam


 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

Itália já tinha visto os Pink Floyd ao vivo num anfiteatro em Pompeia e nomes como Alicia Keys, Dire Straits, Bjork, Whitney Houston ou Sting no magnifico anfiteatro de Verona. Mas, o que aconteceu em Cesena, cidade da costa este do país, também foi histórico.

Com o objectivo de captar a atenção da banda norte americana para os trazer em concerto até à cidade, mil músicos, de várias vertentes e vindos de todas as partes do país ensaiaram, durante um ano, a “Learn To Fly” para a tocarem agora de forma espectacular.

O responsável pela iniciativa Rockin’ 1000 é o italiano Fabio Zaffagnini que explicou o ponto de partida da ideia: “Itália é um país onde os sonhos não se concretizam facilmente mas é uma terra de paixão e criatividade”. Segundo ele, aquilo que fizeram foi um “grande milagre” que requereu um ano de muito planeamento.

A juntar à iniciativa musical estava também uma de crowdfunding que ao todo angariou cerca de cinquenta mil dólares, aparentemente suficientes para convencer Grohl e companhia.

A resposta dos Foo Fighters chegou através do Twitter e não podia ter sido melhor: “Ci vediamo a presto, Cesena” (que significa: “Vemo-nos em breve, Cesena”). Para tornar a ocasião oficial, Dave Grohl partilhou um vídeo no Youtube onde promete que a passagem pela cidade está para breve e agradece o “bello, bellissimo” vídeo, tudo em italiano.

A banda de Seattle já tinha passagem marcada para Itália em Novembro deste ano, com concertos a 13 em Casalecchio Di Reno, Bolonha (a uma hora de Cesena), e a 14 em Turim. A nova data pode eventualmente acontecer durante estes dias, apesar de ainda não existir confirmação.

O Shifter precisa de cerca de 1600 euros em contribuições mensais recorrentes para assegurar o salário aos seus 2 editores. O teu apoio é fundamental!