Respirar para ficar bêbado… só em Londres


Estás com medo do efeito do álcool no teu estômago, mas queres ficar “alegre”? Há uma empresa em Londres que tem uma solução: inspirar e expirar álcool, uma técnica que te consegue dar o mesmo efeito sem as consequências nocivas a nível do sistema digestivo. No entanto, fica já o aviso: as consequências para o teu cérebro são iguais, ou ainda piores, isto porque o álcool é metabolizado ao passar pelo fígado. Sem esse passo, os efeitos podem ser ainda mais nocivos e tóxicos.

Caso estejas em Londres de férias ou a estudar/trabalhar, tudo o que tens de fazer é entrar no pop-up bar Alcoholic Architecture e experimentar esta não tão nova ideia (a Associated Press afirma que a bebida alcoólica ‘respirável’ começou em 1998) mas que para o comum dos mortais é, pelo menos, inusitada. De fora ficam as calorias, a maior parte das toxinas e o mal-estar do estômago, ou até vómito, muitas vezes provocado pela ingestão excessiva de álcool.

Como é que funciona? De acordo com quem já lá foi experimentar, há um humificador que transforma cocktails em vapores num espaço bem fechado. Os vapores ‘alcoólicos’ vão ser absorvidos não só na respiração, mas também pela pele e os olhos. A Time Out London conta que os vapores são tão agressivos que os clientes têm de usar material de proteção próprio. Para além disso, são aconselhados a consumir apenas 60% da quantidade de álcool que normalmente beberiam. Isto porque este método permite que o álcool vá diretamente para a corrente sanguínea, sem passar pelo fígado, um dos mais importantes órgãos do nosso corpo que elimina toxinas.

O álcool “respirável” traz consigo uma série de riscos e, principalmente, preocupações por parte das autoridades em relação ao consumo que os jovens possam vir a fazer deste método. No entanto, o grande alarme vai para a possibilidade de os clientes tentaram fazer versões caseiras que, aí sim, podem colocar em risco a saúde e facilmente chegar a overdoses mortíferas. Lembra-te: respira de forma responsável!