Missão cumprida. A ajuda portuguesa chegou aos refugiados


ajuda portuguesa refugiados

Estavam para ser 2 camiões com 30 toneladas; afinal foram mais. Depois de uma longa viagem pela estrada, 3 camiões TIR com quase 60 toneladas de bens recolhidos em Portugal pelo movimento Aylan Kurdi Caravan chegaram, esta terça-feira à noite, à Croácia, onde foram descarregados para os armazéns da Cruz Vermelha local.

Elementos da Cruz Vermelha e membros da organização da Aylan Kurdi Caravan ajudaram a mover a elevada quantidade de bens dos camiões para os armazéns, situados na cidade de Vinkocvi, próximo da fronteira com a Sérvia. A distribuição pelos refugiados começou a ser feita na quarta-feira pela Cruz Vermelha, que tem a estrutura e capacidade de articulação no terreno para tal.

“Amanhã começam a distribuir as doações Portuguesas no principal centro de apoio aos refugiados na Croácia. Estávamos na dúvida se os brinquedos seriam assim tão necessários ou úteis e ficamos a saber que amanhã é o Eid, o dia tradicional de troca de prendas, o mais parecido com o Natal, em que os parentes se visitam e trocam presentes.  O Eid de centenas de crianças que passarão amanhã por este centro será bem melhor. Existem coincidências muito difíceis de explicar”, escreveu João Vasconcelos, um dos principais rostos do Aylan Kurdi Caravan, no Facebook.

Ultimo camião descarregado. 600 m2 de ajuda Portuguesa.

Publicado por João Vasconcelos em Terça-feira, 22 de Setembro de 2015

Na Croácia, a Cruz Vermelha colabora com o Alto Comissariados para os Refugiados das Nações Unidas (ACNUR), que, aliás, apoiou oficialmente a iniciativa portuguesa e que coordena com as ONG a ajuda que chega aos migrantes e refugiados.

aylankurdicaravanchegou_02

A equipa do Aylan Kurdi Caravan mostrou-se muito satisfeita com os donativos portugueses, recolhidos ao longo de 5 dias. Cerca de 500 voluntários dividiram-se por 30 centros regionais a receber alimentos, roupa, brinquedos e outros bens.

Fotos: João Porfírio/Shifter