Emmys 2015: a HBO ficou com o trono


Nunca uma série havia conquistado tantos prémios numa só gala dos Emmys. Nesta 67ª edição, Game of Thrones, série da HBO, venceu 12 das 24 categorias para as quais estava nomeado, incluindo Melhor Série Dramática, Melhor Realização e Melhor Argumento.

A cerimónia dos Emmys, que aconteceu em Los Angeles na madrugada deste domingo para segunda, destacou como sempre o melhor da televisão norte-americana. Veep, outra produção da HBO, foi distinguida como Melhor Série de Comédia, colocando um ponto final no reinado de Modern Family que durava há 5 edições. Julia-Louis Dreyfus, a protagonista, recebeu a estatueta de Melhor Actriz e Tony Hale foi distinguido como Melhor Actor Secundário. Veep também ganhou o Melhor Argumento.

O sucesso de Game of Thrones e de Veep nos Emmys ajudou a HBO a fazer história. No final da noite, a produtora somou 43 prémios, mais do que qualquer outra. A mini-série Olive Kitteridge, baseada no romance homónimo de Elizabeth Strout, também ajudou à enchente de prémios da HBO: venceu oito estatuetas, incluindo Melhor Mini-Série, Melhor Actor, Melhor Actriz, Melhor Actor Secundário, Melhor Realização e Melhor Argumento.

Mad Men, série produzida pela AMC e que deixou a televisão este ano, estava  estava nomeado nas principais categorias, mas ganhou apenas um prémio: o de Melhor Actor numa série dramática para John Hamm, pela sua interpretação do eterno publicitário Don Draper. Há 8 anos que o actor norte-americano era nomeado nesta categoria sem ser escolhido. “Claramente houve aqui um erro terrível”, brincou Hamm durante a cerimónia.

Mad Men foi uma das séries que concorreu com Game of Thrones para o galardão de Melhor Série Dramática. HomelandDownton AbbeyHouse of Cards, Orange Is the New Black e Better Call Saul também estiveram na corrida. Orange Is the New Black foi a única produção do Netflix a ser distinguida na última noite, com prémio de Melhor Atriz Secundária em série dramática a ser entregue a Uzo Aduba, a sua segunda vitória consecutiva.

Transparent, produção original da Amazon, teve Jeffrey Tambor a conquistar a estatueta de Melhor Actor numa série de comédia pela sua interpretação de uma mulher transgénero. Quero dedicar a minha performance e este prémio à comunidade transgénero. Obrigado pela vossa paciência. Obrigado pela vossa coragem. Obrigado pelas vossas histórias. Obrigado pela inspiração”, disse Tambor no seu discurso.

Já a actriz afro-americana Viola Davis ficou com o Emmy de Melhor Actriz numa série dramática, pela sua participação em How to Get Away with Murder.  “A única coisa que separa as mulheres de cor de qualquer outra pessoa é a oportunidade. Não podes vencer um Emmy por papéis que simplesmente não existem”, disse a actriz, agradecendo aos argumentistas e aos produtores da série por “redefinirem o que significa ser bonita, ser sexy, ser uma líder, ser negra”.

Lista de vencedores

Série Dramática

  • Melhor Série: Game of Thrones
  • Melhor Actor: Jon Hamm (Mad Men)
  • Melhor Actriz: Viola Davis (How to Get Away with Murder)
  • Melhor Actor Secundário: Peter Dinklage (Game of Thrones)
  • Melhor Actriz Secundária: Uzo Aduba (Orange Is the New Black)
  • Melhor Realizador: David Nutter (Game of Thrones)
  • Melhor Argumento: David Benioff e D.B. Weiss (Game of Thrones)

Série de Comédia

  • Melhor Série: Veep
  • Melhor Actor: Jeffrey Tambor (Transparent)
  • Melhor Actriz: Julia Louis-Dreyfus (Veep)
  • Melhor Actor Secundário: Tony Hale (Veep)
  • Melhor Actriz Secundária: Allison Janney (Mom)
  • Melhor Realizador: Jill Soloway (Transparent)
  • Melhor Argumento: Simon Blackwell, Armando Iannucci e Tony Roche (Veep)

Mini-Série/Telefilme:

  • Melhor Minissérie: Fargo
  • Melhor Telefilme: The Normal Heart
  • Melhor Actor: Richard Jenkins (Olive Kitteridge)
  • Melhor Actriz: Frances McDormand (Olive Kitteridge)
  • Melhor Actor Secundário: Bill Murray (Olive Kitteridge)
  • Melhor Actriz Secundária: Regina King (American Crime)
  • Melhor Realizador: Lisa Cholodenko (Olive Kitteridge)
  • Melhor Argumento: Jane Anderson (Olive Kitteridge)