O Facebook tem mais uma prenda para os jornalistas


Depois do Mentions, os jornalistas têm mais uma ferramenta oferecida pelo Zuckerberg. Chama-se Signal e permite-lhes acompanhar os conteúdos mais populares no Facebook e Instagram, pesquisar posts e seguir canais específicos de notícias. Está disponível em computadores.

Com o Signal, o Facebook procura dar aos jornalistas uma alternativa ao Twitter, que desde cedo goza do estatuto de fonte noticiosa de excelência. O Signal tem tudo para ser uma ferramenta obrigatória em qualquer redacção moderna, servindo para esmiuçar conteúdo de Facebook e de Instagram.

Os jornalistas podem usar o Signal para acompanhar os tópicos estão a ser mais comentados no Facebook e ver, em tempo real e por ordem cronológica, posts relacionados de pessoas e páginas. O Signal dá-lhes acesso também aos canais de notícias Newswire e Techwire, mantidos pela Storyful.

fbsignal_02

Não é tudo. Através do Signal, as redacções podem saber, em tempo real, quais figuras públicas estão a ser mais comentadas. Quanto ao Instagram, é possível pesquisar localizações e tópicos (#hashtags) específicos, mas só posts públicos vão aparecer nos resultados.

fbsignal_03

Todos os posts, métricas e pesquisas feitas no Signal podem ser guardados pelos jornalistas para uso posterior. Esses conteúdos podem ainda ser incorporados em sites externos, directamente a partir da plataforma. Por último, a API do Signal permite criar feeds personalizados.

O Signal está disponível para todos os jornalistas que enviem um pedido ao Facebook através deste formulário. A empresa diz que está a ter em conta o feedback para melhorar a ferramenta no futuro.