Huawei adianta-se: o primeiro telemóvel com Force Touch não é um iPhone


 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

A Huawei levou boas notícias até Berlim, cidade onde decorre a IFA. Uma delas chama-se Huawei Watch, o relógio da marca que foi anunciado em Março em Barcelona, mas que só este mês vai chegar às lojas. Em Portugal, vamos vê-lo na última semana de Setembro por 300-500 euros.

A outra é o Mate S, um novo telemóvel topo-de-gama com uma característica familiar: Force Touch. Trata-se da mesma tecnologia adoptada pela Apple no seu relógio e em alguns portáteis, e que brevemente deverá chegar ao iPhone. O Force Touch diferencia a pressão que o utilizador aplica no ecrã do telemóvel, activando diferentes comandos consoante essa força é maior ou menor.

Na prática, o Force Touch permite fazer zoom num detalhe de uma foto ou pré-visualizar uma imagem enquanto se percorre a galeria. E aparentemente também serve para pesar laranjas… Na apresentação do equipamento em Berlim, a Huawei surpreendeu toda a audiência ao colocar uma laranja sobre o ecrã e ao determinar um peso de 209 gramas.

huaweimates_02

De resto, o Mate S é o sucessor do Ascende Mate 7, lançado pela Huawei no ano passado, e concorre no mesmo campo do iPhone 6 Plus. O telemóvel tem um ecrã AMOLED Full HD de 5,5 polegadas, um processador octa-core, 3 GB de RAM, 32 GB de armazenamento, câmara traseira de 13 megapixels com estabilização óptima de imagem, bateria de 2700 mAh e 7,2 mm de espessura. O revestimento é metálico e ligeiramente curvo na parte de trás.

Mas talvez o mais notável é a forma como o utilizador pode interagir com o Mate S. Para além do Force Touch, o equipamento tem um leitor de impressão digital que serve não só para desbloquear o telemóvel, mas para fazer scroll nas notificações através de um deslize vertical com o dedo, navegar na galeria de fotos com um deslize horizontal, atender chamadas ou até mesmo fazer selfies com a câmara frontal de 8 megapixels.

huaweimates_03

Outra característica do Mate S é uma funcionalidade chamada “Knuckle Sense”, que permite captar um screenshot deslizando os dedos de cima para baixo no ecrã do dispositivo ou abrir apps rabiscando letras (“M” para música e “C” para câmara, por exemplo).

huaweimates_04

O Huawei Mate S vai chegar a vários mercados a partir deste mês. A Portugal chegará na primeira semana de Outubro por 649 euros. Estamos a falar de uma versão de 32 GB, porque uma de 64 GB custará 699 euros. Nenhuma delas tem Force Touch, pois essa tecnologia está restrita ao Mate S de 128 GB, cujo preço e disponibilidade não foram ainda anunciados.

O Shifter precisa de cerca de 1600 euros em contribuições mensais recorrentes para assegurar o salário aos seus 2 editores. O teu apoio é fundamental!