Ryan Adams dá uma segunda vida às canções pop de Taylor Swift


Este artigo é gratuito como todos os artigos no Shifter.
Se consideras apoiar o nosso trabalho, contribui aqui.

Já todos ouvimos vezes sem conta o novo álbum de Taylor Swift. De forma quase insconsciente, singles como “Shake It Off”, “Blank Space” ou “Bad Blood” são tão rodados em todo o lado que é inevitável não as conhecermos.

No entanto, o último álbum da cantora merece agora uma nova audição. Depois de Ryan Adams ter anunciado, no início de Agosto, que iria fazer um álbum de versões de todas as canções presentes em 1989, as músicas vêem finalmente a luz do dia.

Disponíveis no iTunes, Spotify e YouTube, estas versões recebem agora, como prometido pelo cantor —  que chegou mesmo a ironizar, afirmando que estava a gravar o álbum “como se fosse tocado pelos The Smiths” — uma nova roupagem. Se ouvirmos o álbum de seguida, ao fim da segunda música já nos esquecemos totalmente de quem as compôs em primeiro lugar — torna-se apenas mais um bom álbum country, repleto de canções sólidas e interessantes.

A própria Taylor Swift, que se juntou ao cantor no programa de rádio da Beats 1, apresentado pelo inglês Zane Lowe, admitiu que estas canções não eram apenas covers da versão original. “São as minhas música mas imaginadas de forma diferente. É fácil perceber que ele as sentiu de forma diferente de mim quando as tocou.”

Investimos diariamente em artigos como este.
Precisamos do teu investimento para poder continuar.