O Snapchat tem novas caras


Lançado ao público em Setembro de 2010, o Snapchat tem vindo a conquistar milhares de novos utilizadores todos os dias e a sua característica dos conteúdos efémeros torna esta numa rede social quase igual a nenhuma outra. Depois das muitas funcionalidades que foram sendo lançadas nos últimos meses, incluíndo o Discover, eis que chegam ainda mais razões – como se já não bastassem as que existem – para estamos constantemente a tirar selfies aqui a ali. Bem-vindas, Lenses.

Já todos terão experimentado e nós não somos exceção: as Lenses consistem numa série de efeitos que se podem dar às selfies tiradas com o Snapchat e que aumentaram e bastante o engaging dos utilizadores com a app. Depois de um rápido e simples processo de deteção da tua cara, o “snap” vai aplicar uma série de efeitos à escolha e deixar-te (literalmente) de boca ou de olhos abertos.

novascarassnapchat_02

Isto porque muitos desses efeitos requerem um movimento específico da cara para que sejam ativados, como é caso do famoso arco-íris a sair a boca (abrir a boca) ou as lágrimas a cair dos olhos (levantar as sobrancelhas). Os nossos testes foram feitos com um telemóvel Android (o LG G4), e devemos dizer que os efeitos funcionaram na perfeição em 70%/75% das vezes – há alturas em que ainda nem “temos a boca aberta” e já está o arco-íris a cair por ali abaixo, mas com uma boa deteção de cara e poucos movimentos bruscos tudo deve funcionar sem problemas.

novascarassnapchat_03

O melhor dos efeitos é também a sua variedade e o facto de, até agora, não deixarem de ser novidade. Quando foram lançados, havia cerca de oito efeitos disponíveis, mas ao longo dos dias vão existir outros que estarão disponíveis durante um certo período de tempo e depois desaparecem – até nisto o Snapchat mantém o conceito temporário.

Já houve opções de capa de revista, de fumo a sair das narinas (chateado), de uma luva branca a dar um estalo na cara e outros que fizeram as delícias dos mais de cem milhões de utilizadores ativos. Sim, é possível guardar os vídeos para publicar nas restantes redes sociais, ou seja, isto é ainda mais um ponto de atracção de novos utilizadores.

Queres ver novamente? Paga

Todos os snaps que não iam para a Story estavam disponíveis durante um período máximo de dez segundos, até que, há cerca de dois anos, o Snapchat introduziu a funcionalidade de Instante Replay – era possível reproduzir um qualquer snap novamente, mas apenas um snap e apenas uma só vez. Agora, com as Paid Replays, já se pode reproduzir esse mesmo snap três vezes (mas três vezes apenas) por um custo de 0,99 dólares, marcando a primeira vez que a rede social introduz um serviço pago aos seus utilizadores.

Actualmente, o Snapchat conta com uma rede de 500 funcionários e vale algo como 16 mil milhões de dólares, al incrível para quem até aqui não cobrava um único cêntimo a quem utilizava a aplicação. As grandes fontes de receita chegaram com o Discover, uma série de canais de notícias adaptadas e que ao longo do tempo já mereceu a atenção de meios como Mashable, BuzzFeed, CNN, Vice, National Geographic, entre outros. Cada conteúdo partilhado neste meio custa aos meios de informação qualquer coisa como 750 mil dólares. Por dia. Algo que apenas dura 24 horas.

Algo mais e algo menos

Um pequeno detalhe que também foi introduzido foram os troféus, aos quais podes ter acesso deslizando o fantasma por cima do ecrã e clicando no troféu no topo. O Snapchat não precisa o que tens de fazer para arrecadar todos os 16 troféus, nem te notifica quando desbloqueias algum, querendo isto dizer que terás de lá ir com regularidade (e enviar muitos e variados snaps) para descobrir. Nós já ganhámos alguns, mas vamos manter o mistério.

novascarassnapchat_05

Por fim, o grande destaque negativo para toda esta actualização vai para o desaparecimento da contagem de tempo dos snaps. Agora, em vez de no canto superior direito aparece uma contagem decrescente do tempo que tens para ver cada snap, aparece um círculo com o mesmo efeito, mas sem a contagem numérica, algo que nos faz perder completamente a noção do que estamos prestes a ver. Não havia necessidade…

Podes descarregar no Snapchat na App Store e na Google Play Store.

Fotos: João Porfírio/Shifter