Os desenhos policiais com a cara de criminosos podem tornar-se coisa do passado


 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

O desenho de uma cara, feito a partir de informações dadas pela vítima ou testemunha de um crime, tem sido um utensílio usado desde há muito tempo pelas polícias de todo o mundo. Mas parece que esta arte poderá ter os dias contados.

Especialistas começaram a colocar em questão estes desenhos construídos a partir da memória de pessoas muitas vezes traumatizadas. A Vox produziu um video em que mostra as dificuldades em obter informações fidedignas e o que está a ser feito para melhorar este processo de identificação.

Texto: Vasco Napoleão/Hoje

O Shifter precisa de cerca de 1600 euros em contribuições mensais recorrentes para assegurar o salário aos seus 2 editores. O teu apoio é fundamental!