Um ano depois, uma nova pulseira da Microsoft


Em Outubro de 2014, a Microsoft apresentou-se oficialmente ao mercado dos wearables com uma pulseira inteligente. A Microsoft Band ganha este ano uma segunda geração, com a qual a empresa de Redmond procura resolver alguns dos problemas da primeira versão.

Quando a primeira Microsoft Band foi lançada, o Apple Watch ainda não existia e o Android Wear estava a dar os primeiros passos. Por outro lado, o Fitbit e outras pulseiras de fitness eram os equipamentos mais populares para o pulso. A Microsoft Band foi um produto surpreendente. Primeiro, porque ninguém esperava que a Microsoft lançasse um produto deste tipo. Depois, porque ele ocupou uma posição estranha no mercado.

microsoftband2_02

A Microsoft Band apareceu como um híbrido entre um smartwatch e uma pulseira de fitness. Equipada com 10 sensores, o equipamento conta passos, distâncias e calorias; monitoriza o ciclo de sono e a frequência cardíaca; consegue ainda detectar o nível de stress do utilizador, de identificar os níveis de radiação ultravioleta e de aconselhar planos de exercício. Contudo, para além de tudo isto, a Microsoft Band tem pequenas apps (de e-mail, calendário, redes sociais….) e mostra notificações do telemóvel – é compatível com Windows, iOS e Android.

A nova versão da Microsoft Band inclui um ecrã mais sensível ao toque e resistente a riscos/quebras. Vem com um 11º sensor: um barómetro, para monitorizar alterações de elevação em tempo real. A pulseira tem ainda novidades para golfistas, como conseguir distinguir se estás mesmo a jogar ou apenas a dar uma tacadas para praticar.

Claro, a junta a tudo isto, a Microsoft Band recebe agora um novo design, menos geométrico e mais elegante. Tem integração com a assistente pessoal Cortana para que, se te esqueceres de um treino, seres avisado. A Cortana também responde às tuas perguntas existenciais, cria alarmes e envia mensagens – tudo sem tocares no ecrã. A assistente pessoal já existia na primeira versão da pulseira, mas requeria um telemóvel Windows por perto.

microsoftband2_03

A Microsoft Band continua a ter notificações e apps – novas apps, como a Uber para chamares um carro, o Facebook para estares em contacto com os amigos, o Twitter para saberes o que se passa no mundo ou a Starbucks para quando tiveres fome. Todos os registos de actividade física que regista são guardados na plataforma Microsoft Health, que guarda e analisa todos os registos dos treino e que agora é uma app universal, disponível em PCs e telemóveis Windows 10.

A nova Microsoft Band está disponível para pré-reserva a partir de hoje por 249 dólares (o primeiro modelo custava 199) e fica à venda no final do mês. A Microsoft ainda não disse se nesta segunda edição pretende chegar a mais mercados. A primeira versão nunca chegou a ser vendida em Portugal.