Quotle é uma rede social estilo-Instagram para partilhares as tuas leituras


Quotle
 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

Que ninguém duvide que vivemos numa era de redes sociais, em que tudo é partilhável e tem de ser partilhado. Usamos o Instagram para mostrar o que visitamos, o que jantamos e também o que lemos. Quem nunca apanhou fotos de livros no seu feed, destacando um determinado excerto?

Mas e se existisse uma forma melhor de mostrarmos as nossas leituras? Uma rede social onde só pudéssemos publicar excertos dos nossos livros preferidos, seguir o que os amigos andam a ler, comentar as citações deles e descobrir novas obras?

Quotle é essa rede social. Disponível para iOS, é muito idêntico ao Instagram. Há um feed onde estão as citações partilhadas pelas pessoas que seguimos; podemos fazer love ou comentar. Temos ainda um separador para explorar citações de utilizadores com os quais não estamos conectados, uma janela de notificações e, claro, o nosso perfil.

Partilhar uma citação no Quotle é muito simples. Com a câmara do telemóvel, fotografas a página do livro onde está o excerto que queres partilhar. Através de tecnologia de reconhecimento de imagem (aka Optical Character Regognition), o Quotle analisa a imagem e extrai dela o texto.

quotl_02

Depois é só escolher um bonito cartão para esse texto, personalizando a fonte e a cor, e partilhar: indicas o livro a que se refere a citação, adicionas um tema (Literatura, Arte, Design, Política, Religião…) e clicas no “botão mágico”. Podes partilhar só no Quotle ou também no Facebook e no Twitter.

“Numa altura em que a tecnologia está a romper com a indústria editorial, o Quotle tem como alvo aqueles que ainda gostam de ler livros em papel, oferecendo-lhes uma maneira de conectar os seus livros à Internet”, explica Olivier Desmoulin em comunicado.

https://vine.co/v/eU7wvzAwweg

Olivier Desmoulin é o criador do Quotle. Designer francês, começou a trabalhar na app em Dezembro de 2014. Em Março, juntou-se a Kevin Abrioux, programador mobile, e a Vincent Tariel, especialista em Optical Character Recognition, para um mês depois colocar o Quotle oficialmente na App Store.

A versão Android do Quotle deverá chegar entre Dezembro e Janeiro.

O Shifter precisa de cerca de 1600 euros em contribuições mensais recorrentes para assegurar o salário aos seus 2 editores. O teu apoio é fundamental!