Wes Anderson gostava de fazer um filme de terror


Wes Anderson filme de terror

O realizador Wes Anderson confessou recentemente que gostaria de fazer um filme de terror, um género que foge completamente ao estilo a que nos tem habituado. O mundo que Anderson cria é quase imaginário, marcado por uma simetria inconfundível.

O realizador falou com a escritora Donna Tartt na Festa del Cinema di Roma e explicou porque é que o género o intriga. “Já pensei em fazer um filme de terror, e já pensei fazer um filme de Natal”, disse. “O terror é uma área onde um realizador realmente quer usar todos os truques, as técnicas para afectar as tuas emoções.”

Anderson acrescentou que o que o fascina com este género de filmes são as regras que é suposto seguir-se. “Com o género de filmes que faço, é suposto dizeres: esta parte é suposto ser engraçada, ou esta parte é suposto ser triste? Bem, tu dizes, não sei. Não tenho a certeza. Isto é como quisemos. Quando fazes um filme de terror ou um thriller, tu dizes que é suposto estares assustado aqui. É suposto estares aliviado aqui. Aqui estamos a explicar algo de forma a que saibas a próxima parte, para que estejas ainda mais assustado aí. Gosto da ideia dos requisitos e das obrigações de trabalhar num género assim. Fiz algumas cenas assim, mas gosta de fazer um filme de terror.”

Quanto à ideia de fazer um filme de Natal, o que realçou foi a sua imortalidade. “A coisa boa de fazer um filme de Natal – se fizeres uma boa música de Natal, um filme ou um livro, como Dickens nos mostrou, podes fazer uma enorme fortuna porque voltam todos os anos. Desde que tenhas um pedaço da acção, então é perene.”

A ideia de Wes Anderson realizar um filme de terror é algo em que o Saturday Night Live já pensou. Um sketch, com Edward Norton a fazer de Owen Wilson, imaginou um filme chamado The Midnight Coterie of Sinister Intruders:

O próximo projecto confirmado de Anderson é uma animação stop-motion sobre cães, com as vozes de Bryan Cranston, Jeff Goldblum e Edward Norton.