A hashtag #porteouverte ajuda os parisienses a encontrar lugares seguros


 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

127 mortos e quase uma centena de feridos graves. São as consequências até à data contabilizadas dos ataques terroristas levados ontem a cabo em Paris por células do Estado Islâmico.

Após o alerta civil as redes sociais mobilizaram-se de imediato para auxiliar os inocentes ameaçados. Enquanto o Facebook surgiu com o Safety Check, que permitia aos seus utilizadores confirmarem a sua segurança na cidade parisiense, o Twitter ajudou a que essas mesmas pessoas encontrassem abrigo no meio do caos que ia dominando as ruas da capital francesa.

Das hashtags mais utilizados na noite de ontem, surgiu #porteouverte ou “porta aberta” em português. A hashtag foi utilizada por franceses que habitam perto dos locais atacados para oferecer abrigo dentro das suas casas a quem estivesse em perigo, nas ruas de Paris.

Mais um exemplo da pronta resposta da internet em situações de perigo.

Texto de: André Cabral
Editado por: Mário Rui André

Se não conseguirmos aumentar o número de patronos, a 2ª edição da revista será a última, e o Shifter como o conheces terminará no final de Dezembro. O teu apoio é fundamental!