A homenagem da Adidas ao dono da velha loja de Buenos Aires


Há pouco mais de um ano, os sneaker freakers de todo o mundo assistiam de queixo caído à revelação feita pela Adidas: Uma loja na capital Argentina mantinha em stock alguns dos modelos vintage mais desejados da actualidade. Por essa altura, decorria no Design Manchester uma exposição que celebrava a marca, com mais de 250 modelos da gigante alemã e esse era apenas mais um motivo para fazer voar uma equipa de especialista da marca no primeiro avião para Buenos Aires.

O que encontraram e mostraram ao mundo tornou-se numa história conhecida de todos os que vivem para o que calçam. E como qualquer boa história, esta também tem um personagem principal. Carlos Ruiz é o dono da loja que, depois da visita da equipa da Adidas, ganhou uma nova vida com as visitas de todos os curiosos que queriam ver com os seus próprios olhos todos os modelos guardados naquele pequeno santuário. A exposição dada pela visita e pelo projecto criado para a cobertura da história já foi um bom contributo da marca para o negócio de Carlos, mas a marca não ficou por aqui. Um ano depois, o regresso da equipa da Adidas a Buenos Aires tinha como missão agradecer e homenagear o homem que guardou religiosamente todas aquelas preciosidades.

Gratidão. O sentimento é comum a toda a equipa da Adidas e foi mais que suficiente para que se empenhassem na missão de agradecer da melhor forma possível ao guardião daquele templo. Essa homenagem chegou em forma de edição Adidas SPEZIAL “Carlos”, com direito a assinatura pessoal com a cara de Carlos Ruiz.

adidascarlosruiz_02

Carlos pode até nem vir ser o próximo Stan Smith, mas esta é daquelas histórias que constroem relações fortes entre as marcas e o seu público. O lado humano mostrado pela Adidas é de louvar e o impacto que teve na vida de Carlos Ruiz pode muito bem ter sido a melhor coisa que aconteceu a este que outrora era apenas um velho argentino carrancudo. Como dizia a dedicatória escrita na caixa que a equipa assinou e deixou em Buenos Aires: “Keep it Spezial, Carlos.”