A Microsoft criou o seu próprio “iMessage”. Chama-se Skype


Não interessa se a Microsoft se inspirou ou não na Apple. O Skype passou a ser uma espécie de “iMessage” com o novo update do Windows 10, disponibilizado na semana passada pela Microsoft. Agora o Skype está dividido em duas apps, uma só para videochamadas e outra de conversas de texto.

A ideia é mais ou menos a mesma da Apple. Quer no iOS como no OS X existem apps separadas de vídeo e mensagens: o FaceTime que é útil apenas no ecossistema da maçã; e as Messages que inclui não só o moderno sistema iMessage, como também os tradicionais SMS.

skypepreviewupdatew10_02

Nos PCs com Windows 10, o modelo é basicamente o mesmo. A app Skype Video Calling permitir-te-á realizar chamadas de voz ou de vídeo entre os teus contactos Skype. Estas chamadas podem, obviamente, ser feitas entre computadores, tablets e telemóveis, independentemente do sistema operativo, desde que os equipamentos sejam compatíveis com a respectiva app do Skype.

Com o Windows 10, os PCs ganham uma nova app, Messaging, disponível até aqui apenas nos telemóveis da empresa. Através dela, podes conversar com os teus amigos do Skype por texto, partilhando também imagens, documentos de texto e outros conteúdos. O teclado de emojis do Skype também está disponível.

skypepreviewupdatew10_03

Com o Messaging, podes responder a mensagens directamente da taskbar do teu PC, sem abrir a app. E, claro, como o Skype é multiplataforma, podes usá-lo para falar com quem tenha um telemóvel Android ou um iPad, por exemplo.

Para já, o Messaging não te permite enviar SMS, mas é provável que esse update chegue no próximo ano – juntamente com um outro, para que, em telemóveis Windows 10 Mobile, o Skype também esteja integrado no Messaging. Ah, a possibilidade de envio de SMS também só faz sentido com equipamentos Windows 10 Mobile.