A Uber quer tomar conta das viagens da tua empresa


Da mesma forma que a Airbnb quer tratar do alojamento da tua empresa, a Uber pretende gerir as viagens. A plataforma Uber For Business foi lançada esta semana em Portugal e permite que os funcionários possam andar de Uber e encaminhar a cobrança para a sua empresa.

O Uber For Business foi lançado nos Estados Unidos e Canadá em Julho do ano passado e, desde então, tem chegado a mais territórios, onde a empresa também opera.

uberforbusiness_02

As empresas interessadas devem inscrever-se no site business.uber.com, através da sua conta pessoal (deverá ser o patrão a fazer esta inscrição). A partir daqui, a empresa fica com um painel centralizado dos consumos dos funcionários associados à plataforma Uber For Business.

uberforbusiness_03

O patrão pode decidir quando e para onde os seus colaboradores podem viajar no Uber. Por exemplo, pode definir que eles só podem fazer viagens para o escritório depois de determinada hora. Só as viagens realizadas no âmbito dessas regras são cobradas à empresa.

uberforbusiness_04

Através do painel do Uber For Business, o chefe pode também definir que funcionários têm acesso à plataforma, isto é, que podem viajar no Uber às custas da empresa. Na conta Uber For Business, ficam registados os dia, os trajeto e os preço das viagens, permitindo uma gestão completa dos custos.

O pagamento é centralizado, através de um cartão de crédito da empresa, sempre que os funcionários viajam em trabalho e dentro da política de viagens definida. As facturas electrónicas de todas as viagens realizadas pelos colaboradores em território nacional são emitidas e disponibilizadas no painel do Uber For Business, em nome da sua empresa.

uberforbusiness_05

“A empresa pode definir uma política de viagens clara e transparente, e centralizar a recepção de facturas – acabaram-se os relatórios de despesas e os recibos em papel”, refere a Uber em comunicado.

As empresas portuguesas que se registarem no Uber For Business podem usar o serviço em todas as cidades onde a Uber opera. Isto é, se um colaborador estiver em trabalho em Londres, Berlim ou Paris, por exemplo, também pode viajar de Uber e remeter a cobrança para a sua empresa. A mesma lógica aplica-se a empresas que tenham escritórios em vários países.