Um smartphone resistente ao tempo. E pode ser teu no Indiegogo


smartphone resistente ao tempo

Há um ano, uma start-up finlandesa surgiu com uma ideia: a de fazer um telemóvel modular. Não era uma ideia nova, dado que a Google já andava a trabalhar nisso, mas a proposta da Circular Devices é diferente da da gigante tecnológica. O seu PuzzlePhone é um equipamento dividido em 3 peças: a “espinha” (o ecrã, os botões físicos, as colunas, o microfone e a estrutura básica), o “coração” (a bateria e alguns componentes electrónicos) e o “cérebro” (o processador e a câmara).

Há um ano, o PuzzlePhone era apenas um conceito em desenvolvimento; agora é um produto pronto a ser comercializado através de crowdfunding. A campanha criada no Indiegogo não serve apenas para angariar fundos essenciais para a concretização do projecto, mas também para que os interessados possam finalmente ter as vantagens de um telemóvel modular na mão.

A Circular Devices está a pedir 250 mil euros, sendo que já tem 100 mil angariados – faltam menos de 25 dias para a conclusão da campanha. O objectivo de 250 mil é flexível, isto é, a empresa vai receber todos os fundos mesmo que, no final da campanha, a meta definida não seja atingida.

puzzlephonecrowdfunding_02

No Indiegogo, o PuzzlePhone custa entre 299 e 699 euros, dependendo do modelo e da versão que escolhas. Assim, se contribuíres com 299 euros, vais receber um PuzzlePhone 1st Edition com 16 GB e revestimento preto em plástico. Por 366 euros, tens um PuzzlePhone com 32 GB e um detalhe metalizado. O mesmo modelo com 64 GB custa 499 euros. Por fim, por 699 euros há um PuzzlePhone Limited Edition com 64 GB e uma construção muito mais elaborada.

puzzlephonecrowdfunding_03

Independentemente do modelo ou versão escolhida, a disponibilidade é limitada aos primeiros contribuidores (por exemplo, só existem 250 PuzzlePhone 1st Edition disponíveis); e, se fores um deles, o equipamento só vai chegar até ti entre Setembro e Novembro do próximo ano.

Todas as versões do PuzzlePhone são modulares, isto é, podemos actualizar ou reparar uma das suas três peças sem ter de comprar um novo equipamento. “Queremos acabar com a tendência de desperdício de produtos electrónicos de consumo, que ficam inoperacionais ou obsoletos depois de 2 anos de uso. O PuzzlePhone é o primeiro smartphone feito para resistir ao teste do tempo”lê-se no Indiegogo.

O PuzzlePhone é o conjunto de 3 módulos. O “cérebro” inclui as peças principais, como o CPU, o GPU, a RAM, o armazenamento e a câmara. A “espinha” é a estrutura do equipamento e inclui o ecrã e todas as partes electrónicas com maior vida útil. Já o “coração” tem a bateria e um conjunto de peças secundárias que podem ser criadas de acordo com as necessidades do utilizador.

Na prática, isto significa que, se partes o ecrã, só tens de substituir a “espinha”. Caso tenhas um problema com a bateria, basta trocar o “coração”. Se aquilo que queres é mais espaço de armazenamento, podes comprar um novo “cérebro”. A Circular Devices quer criar uma espécie de plataforma ou ecossistema, como lhe quisermos chamar, para quer terceiros possam criar peças para o seu PuzzlePhone.

puzzlephonecrowdfunding_04

Na verdade, contribuindo com 29 euros para a campanha de crowdfunding, podes desenvolver um módulo para o “coração” do PuzzlePhone.

Apesar das diferenças estéticas do PuzzlePhone, por culpa dos vários modelos e versões disponíveis, o equipamento base é o mesmo: um ecrã de 5 polegadas com resolução Full HD, câmara traseira de 12 megapixels e frontal de 5, processador octa-core de 64 bits, bateria de 2 800 mAh, 3 GB de memória RAM, conectividade 4G LTE, entrada USB-C e suporte para cartão microSD.

Apesar de trazer nativamente Android 6.0 Marshmallow, o PuzzlePhone suporta Sailfish OS, um sistema operativo independente, desenvolvido na Finlândia pela start-up Jolla.

A Circular Devices esclarece que os 250 mil euros permitem pagar os custos de fabrico dos equipamentos, não a componente de pesquisa e desenvolvimento (R&D). Para isso, tem fundos públicos e privados, obtidos de outra forma, por exemplo, através da União Europeia.