Hollywood assume responsabilidade pelo fim da versão oficial do Popcorn Time


Desentendimentos internos levaram ao encerramento do PopcornTime.io na última semana. A história é, em parte, difusa, mas sabemos agora que a indústria de cinema norte-americana esteve por detrás deste colapso daquela que era a versão oficial do Popcorn Time.

Segundo a Variety, a MPAA (Motion Picture Association of America) diz que apresentou, no dia 9 de Outubro, uma queixa contra os responsáveis do PopornTime.io no Canadá. No dia 16 do mesmo mês, obteve uma providência cautelar a ordenar o encerramento do site. Entretanto, no dia 12, a MPAA, associação que representa os estúdios de cinema e televisão norte-americanos, moveu um processo na Nova Zelândia, contra o YTS, o site que fornece conteúdos pirata ao Popcorn Time.

“O Popcorn Tim e o YTS são plataformas ilegais que existem para uma razão clara: distribuir cópias piratas dos filmes e séries de TV mais recentes, sem compensação para as pessoas que trabalharam a fundo para produzir esses conteúdos”, disse Chris Dodd, presidente da MPAA, citado pela Variety.

“Esta ação legal coordenada faz parte de uma abordagem global maior que está a ser tomada pela MPAA e pelas suas afiliadas internacionais para combater o roubo de conteúdo”, esclareceu.

A pirataria é uma batalha antiga travada entre os espectadores que querem acesso imediato aos conteúdos e os estúdios de cinema e televisão que os produzem. O Butter é a mais recente criação da equipa do PopcornTime.io que se manteve firme no projecto depois da alegada saída de alguns elementos, na sequência de desentendimentos provocados, pensa-se, por esta acção judicial da MPAA. Contrariamente ao PopcornTime.io, o Butter é 100% legal.