Obra completa de Manoel de Oliveira em exibição no Porto


Obra completa de Manoel de Oliveira

De 10 de Novembro a 12 de Dezembro, o ciclo de cinema Grande Plano vai apresentar no Porto toda a obra cinematográfica de Manoel de Oliveira, pela primeira vez após a sua morte em Abril último. Serão 38 sessões ao todo, que decorrerão no Teatro Municipal do Porto (Rivoli e Campo Alegre), no auditório do Museu de Serralves e no Cinema Passos Manuel.

Esta retrospectiva integral de homenagem é a oportunidade para descobrir ou rever todos os filmes de Oliveira, por ordem cronológica e nos seus suportes originais. Uma iniciativa da Câmara Municipal do Porto e da Fundação de Serralves, com a participação de outros agentes culturais da cidade.

A cidade do Porto vai ser, assim, palco de uma homenagem à carreira de um dos melhores realizadores da história do cinema português. António Preto, consultor do ciclo, refere que “os que tiveram o privilégio de ser contemporâneos de Manoel de Oliveira terão agora também a oportunidade (e a responsabilidade) de conhecer toda a sua obra, que é de todos e que a todos diz ou dirá respeito”.

A sessão inaugural realiza-se a 10 de Novembro, terça-feira, às 19 horas, no auditório de Serralves. Nesse dia serão exibidos os filmes Douro, Faina Fluvial (1931), Hulha Branca (1932), Já Se Fabricam Automóveis Em Portugal (1938) e Famalicão (1940). Já em Dezembro, também no dia 10, terá lugar no Teatro Municipal Rivoli uma mesa redonda sobre a obra de Manoel de Oliveira.

Consulta o programa completo aqui.

Cada sessão custa 3 euros individualmente, mas há opção de compra de passe completo por 30 euros. O ciclo Grande Plano prolonga a ode da Câmara Municipal do Porto ao cineaste: a 4 de Maio, o Rivoli era a primeira sala exibir o seu filme póstumo Visita ou Memórias e Confissões.