Os Mutantes vêm cá. E tu podes ganhar bilhetes


Os Mutantes são uma das bandas mais relevantes que alguma vez saíram do Brasil. E agora vêm cá, a Portugal, tocar os seus êxitos, dia 30 de Novembro, no Armazém F, em Lisboa. A primeira parte do concerto será feita pelos GANSO, a banda seleccionada num concurso promovido pela Tradiio.

Liderada pelo histórico guitarrista Sérgio Dias, que fundou o grupo em São Paulo, em 1966, com Rita Lee e Arnaldo Baptista, Os Mutantes continuam a pasmar em palcos de todo o mundo com canções que cruzam diferentes géneros e latitudes. Hoje, só Sérgio Dias, se mantém no grupo, composto também por Esmeria Bulgari, Vinicius Junqueira, Vitor Trida, Henrique Peters e Cláudio Tcherne. (Recomendamos o disco Loki de Arnaldo Baptista, o seu primeiro no pós-Os Mutantes.)

Há 50 anos, Os Mutantes chocaram o Brasil com a sua música experimental e psicadélica, que rapidamente ganhou o apelido de tropicalismo, tornando-se um movimento de vanguarda artística. Os músicos Caetano Veloso e Gilberto Gil e Gal Costa deram cartas neste novo estilo, em que a tradicional cultura brasileira conhece inovações estéticas radicais. O movimento também chegou às artes plásticas, através de Hélio Oiticica, e ao cinema, onde podemos apontar Glauber Rocha.

Os Mutantes trazem-nos agora as aventuras sónicas de Fool Metal Jacket (2013) e também de Haih Or Amortecedor (2009), os dois trabalhos produzidos após a aplaudida reunião em 2006. Ainda assim, é provável que o concerto revisite também alguns dos clássicos do disco homónimo de estreia, editado em 1968, como “A Minha Menina,” “Baby” e “Panis et Circenses”, que se tornaram quase símbolo da cultura pop brasileira. Canções de A Divina Comédia Ou Ando Meio Desligado (1970) ou do último registo antes da pausa prolongada, Tudo Foi Feito Pelo Sol (1974), também não devem ser esquecidas.

Com Sérgio Dias reunido com o percussionista Dinho Leme que entrou no grupo em 1969, mais uma série de músicos de excepção e a voz emblemática de Esmeria Bulgari, Os Mutantes trazem ao Armazém F, em Lisboa, um espectáculo imperdível. Os bilhetes estão à venda por 22 euros nos locais habituais.

A Tradiio associou-se ao concerto e está a oferecer bilhetes, assim como um meet & greet com a banda. Para ganhares tens de te registar na plataforma. Se o fizeres connosco (isto é, com este link especial), duplicas as tuas hipóteses de ganhar.

GANSO na primeira parte

Os GANSO vão abrir o concerto d’ Os Mutantes no Armazém F. A banda lisboeta foi escolhida pela Tradiio, através de um concurso realizado na plataforma, em que as bandas que chegassem ao top 10 dos estilos rock psicadélico, indie ou rock alternativo ficavam habilitadas ao prémio. Entre os finalistas estavam também Bruno Pernadas, Cavaliers of Fun e Savanna.

Os GANSO são um conjunto de cinco rapazes lisboetas, amigos do próximo e do ambiente. Um dia foram à caça de gansos e foram caçados. Têm jeito para a festa, e são uma das mais recentes surpresas musicais da cidade. Basta imaginar o krautrock alemão dos anos 1970 no forno com o blues psicadélico dos Doors. Com o EP de estreia, Costela Ofendida, cá fora neste Novembro, saído da mesma fábrica que viu nascer BISPO, Modernos e El Salvador, já começam a dar nas vistas com passagens no Festival NEOBUZZ e também nas salas lisboetas Damas, Tokyo, Musicbox e Sabotage Club.

A banda ficou naturalmente contente pela oportunidade que vai ter: não só abrir o concerto d’ Os Mutantes, como jantar com os próprios e ainda participar na sessão de imprensa que vai decorrer nos escritórios da Tradiio juntamente com grupo brasileiro.

Os GANSO são o Luís “Yuri” da Mouraria, o Vasco “Vlad” Costa, o Gil “Yannick” Azinheira, o Miguel “Klaus” Barreira, o João “Cid” Sala, e o Thomas “Mustaf” Oulman. Se tens curiosidade em saber como é que a música deles soa, é só clicares no play:

 

gansocostelaofendida