Há empresas a querer fazer dinheiro com o aquecimento global


Este artigo é gratuito como todos os artigos no Shifter.
Se consideras apoiar o nosso trabalho, contribui aqui.

Uma organização inglesa sem fins lucrativos, denominada Carbon Disclosure Project (CDP), investigou e teve a resposta: as alterações climáticas estão a ser encaradas como uma oportunidade de negócio por algumas das mais poderosas empresas mundiais.

Para estas empresas, o aquecimento global será uma oportunidade para venderem mais armas às entidades militares, mais ares condicionados à população em geral e mais medicamentos para os povos afectados por doenças nomeadamente tropicais.

Entre os casos apontados por este estudo, feito a partir de projetos das próprias empresas, está o da sueca Saab, que vê nos cenários próximos excelentes oportunidades para aumentar e melhorar os sistemas de segurança, uma vez que a falta de água e petróleo levarão a crescentes conflitos entre países. A Securitas, baseada em Estocolmo, prevê, por exemplo, que os seus serviços serão cada vez mais solicitados na sequência de catástrofes climáticas.

A United Technologies espera vir a produzir mais ar condicionado, aparelhos de refrigeração e sistemas de eficiência energética. Empresas de biotecnologia como a Monsanto também vêem nisto uma enorme oportunidade, defendendo que os seus produtos ajudarão os agricultores a manterem as suas produções… e as farmacêuticas, como a Bayer ou a Novartis, já esfregam as mãos de expetativa: o aumento das doenças tropicais levará a uma enorme procura dos seus produtos. E até a Nestlé, veja-se, vê no aquecimento global um aliado: o consumo de produtos refrescantes, como gelados e água engarrafada, vai certamente aumentar…

Texto: Joaquim Semeano/Hoje

Aprofundar

How 19 Big-Name Corporations Plan to Make Money Off the Climate Crisis (Jeremy Schulman/Mother Jones): Climate change will have some pretty terrifying consequences. Experts have predicted everything from deadly heat waves and devastating floods to falling crop production and even increased political instability and violence. But according to some of the world’s biggest companies, these future disasters could also present lucrative business opportunities.

Why the corporate capture of COP21 means we must Kick Big Polluters Out of climate policy (Corporate Europe Observatory): CEO’s recent work exposing big business and dirty industry’s lobbying and greenwashing at the EU and UNFCCC levels is part of the mounting evidence for why we must kick big polluters out of climate policy-making. Companies that profit from polluting and have a vested interest in the continued exploitation of fossil fuels have no place influencing talks designed to move us away from dirty energy.

Investimos diariamente em artigos como este.
Precisamos do teu investimento para poder continuar.