O Netflix vai recodificar toda a sua biblioteca para poupar a tua net


 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

 

O Netflix vai recodificar o seu imenso catálogo de filmes e séries para poupar a net dos seus 70 milhões de assinantes. O streaming vai usar 20% menos dados, mas nós não vamos notar qualquer diferença na qualidade de imagem. Em vez de aplicar as mesmas regras a todo o catálogo, o Netflix vai ajustar a qualidade consoante o conteúdo em streaming.

Alguns assinantes do Netflix acedem ao serviço com ligações super lentas, outras com ligações aceitáveis e outras ainda com velocidades de fibra óptica. Por isso, a equipa técnica do Netflix estabeleceu diferentes níveis de qualidade de vídeo, para que o streaming não falhe independentemente da velocidade da tua net. (É por isso que a qualidade do stream baixa no meio de uma maratona de uma série.) Assim, se a tua ligação for muito má, o Netflix vai dar-te um ficheiro com um bitrate baixo de 235 Kbps e uma resolução de 320 x 240 pixels. Já em velocidades ultra rápidas, vais experienciar um bitrate de 5800 Kbps e uma resolução de 1080p.

O Netflix tem tratado todo o seu catálogo da mesma forma, aplicando as mesmas regras a séries de animação e a filmes de acção, por exemplo. Mas uma animação como My Little Pony pode ser reproduzida com muitos menos dados que um Avengers. Estamos a falar de imagens com menos detalhes, o que exige um esforço de codificação muito menor.

netflixrecodificarbiblioteca_02

Assim, o Netflix vai usar muito menos largura de banda para transmitir séries de animação. A qualidade será na mesma 1080p, mas o bitrate diminuirá de 5,8 Mbps para apenas 1,5 Mbps. No final do dia, mais pessoas vão poder assistir a conteúdos em Full HD e não ver os seus streams a baixarem para 720p ou qualidades inferiores.

Por outro lado, nas séries, cada episódio será transmitido de forma diferente para os utilizadores, pois tal como há diferenças entre desenhos animados e filmes com efeitos especiais, o estilo entre episódios da mesma série também significa diferentes graus de codificação.

Tentar reduzir o tráfego de dados enquanto preserva a qualidade de imagem é um objectivo que a empresa tem tentado alcançar nos últimos quatro anos, conforme conta a Variety.

Se não conseguirmos aumentar o número de patronos, a 2ª edição da revista será a última, e o Shifter como o conheces terminará no final de Dezembro. O teu apoio é fundamental!