Mini-série ‘War And Peace’ da BBC estreia primeiro em Portugal e depois no resto do mundo


 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

É uma superprodução de 8 episódios que registou mais de seis milhões de telespectadores na primeira semana de exibição em Inglaterra. Com o selo da BBC, a mini-série War And Peace, baseada no romance homónimo Leon Tolstói, esta quarta-feira à noite, pelas 22h37, na RTP1.

War And Peace chega à televisão portuguesa apenas uma semana e meia após o seu arranque na BBC. A série – que conta com argumento de Andrew Davies, nome associado a outras produções como House of Cards – envolveu 2,72 milhões de euros por episódio, um valor que é extraordinários para uma produção europeia.

Este drama conta a história das famílias da aristocracia russa durante a época napoleónica, mais precisamente durante a invasão da Rússia pelas tropas de Napoleão. Essa invasão selou o destino das inúmeras personagens da história criada por Tolstói, afectando profundamente a vida, os amores, os desejos, as vinganças e a procura da felicidade de cada membro das famílias Bezukhov, Bolkonski e Rostov.

War And Peace conta com Aneurin Barnard, Jessie Buckley, Paul Dano, Gillian Anderson, Rebecca Front e Stephen Rea no elenco. Chega ao pequeno ecrã 44 anos depois de Anthony Hopkins ter protagonizado a mesma história numa outra série televisiva de 20 episódios, também produzida pela BBC. Antes disso, já outras adaptações da obra de Leon Tolstói foram feitas, incluindo um filme russo em 1915 e outro americano em 1956.

Esta nova versão, uma série dirigida por Robert Dornhelm, vai partir de Portugal para os Estados Unidos, país onde poderá ser vista, simultaneamente, nos canais A&E, Lifetime e História (a partir de dia 18). Chegará ainda à Austrália, Suécia, Dinamarca, Grécia, Luxemburgo e Israel, entre outros países.

War And Peace foi, na primeira semana, muito bem recebida pela crítica. Os 8 episódios serão transmitidos todas as quartas à noite, na RTP1.

Se não conseguirmos aumentar o número de patronos, a 2ª edição da revista será a última, e o Shifter como o conheces terminará no final de Dezembro. O teu apoio é fundamental!