Morreu o actor britânico Alan Rickman, aos 69 anos


 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

Alguns podem conhecê-lo como Professor Snape, outros por uma das muitas personagens que interpretou não só no cinema, como também no teatro. Alan Rickman, um “gigante” como descreve o The Guardian, morreu esta quinta-feira em Londres, aos 69 anos.

É o The Guardian que dá a notícia da morte do actor, que deixa-nos sem conseguir superar o cancro. Para além da mítica personagem na saga Harry Potter, Alan Rickman é lembrado também pelo seu papel como Hans Gruber, o adversário de Bruce Willis em Die Hard, em 1988, e por outros filmes importantes.

Foi o xerife George of Nottingham em Robin Hood: Prince of Thieves (1991) e o coronel Brandon em Sense and Sensibility (1995). Fez de romântico violoncelista em Truly, Madly, Deeply (1990) e de marido inconstante em Love Actually (2003).

A sua carreira fica também marcada pelos palcos do teatro e pelo pequeno ecrã da televisão. Foi premiado com um Globo de Ouro, um Emmy e um BAFTA; nunca chegou a ganhar um Óscar.

Nascido a 22 de Fevereiro de 1946, conheceu a mulher, Rita Horton, economista e militante trabalhista, na adolescência. Juntos desde 1965, casaram em 2012.

O jornal britânico apresenta uma completa viagem pela vida de Alan Rickman, lembrando os principais momentos da sua carreira e algumas fotos. “Os actores são agentes de mudança. Um filme, uma peça de teatro, uma peça de música ou um livro podem fazer a diferença. Podem mudar o mundo”, disse uma vez Alan – palavras agora recordadas pelo jornal.

Se não conseguirmos aumentar o número de patronos, a 2ª edição da revista será a última, e o Shifter como o conheces terminará no final de Dezembro. O teu apoio é fundamental!