Por favor, que os 85 quadros de Miró cheguem mesmo a Serralves


Os quadros de Miró, que tanta polémica deram ao longo do ano que passou, devem mesmo chegar a Serralves no Outono. Depois do Ministro da Cultura ter proposto a organização da exposição numa visita a Serralves em Dezembro, chega a confirmação por parte da administração da Fundação, que apresentou esta terça-feira a programação para 2016.

“Vamos ver agora se é ou não possível”, disse Ana Pinho, presidente da administração da Fundação Serralves, depois de adiantar que já existem conversações com o Governo no sentido de organizar na Casa de Serralves uma primeira exposição com as obras que o Estado herdou do antigo BPN. A dúvida permanece apenas no cumprimento dos prazos da tão intensa programação da Fundação Serralves para 2016.

Estes 85 quadros do pintor catalão são para estar expostos, disse João Soares, que adiantou ainda que antes de mudarem de destino, as obras têm de ser inventariadas, coisa que nunca foi feita e que é fundamental quando se trata de uma colecção tão importante com pinturas tão relevantes, quer para os entusiastas da arte, quer para o grande público.

Resta-nos esperar encontrá-los em Serralves, ainda este ano. A última vez que Miró teve a sua obra exposta em Serralves foi em 1990, na exposição Os Mirós de Miró.

Milhares de pessoas seguem o Shifter diariamente, apenas 50 apoiam o projecto directamente. Ajuda-nos a mudar esta estatística.