‘Making a Simpsons Murderer’ é uma paródia que não podes mesmo perder


Este artigo é gratuito como todos os artigos no Shifter.
Se consideras apoiar o nosso trabalho, contribui aqui.

Recentemente, a revista Vulture criou e lançou uma versão habilmente trabalhada que transporta a acção de Making a Murder, série documental de sucesso do Netflix, para o universo dos Simpsons. Em Making a Simpsons Murderer, Homer veste a pele de Steven Avery, que passou 18 anos preso por um crime que não cometeu e foi acusado novamente dois anos depois de ganhar liberdade, desta vez por homicídio.

O mash-up combina de forma impressionante a narração de Marking a Murder com cenas antigas da série de animação que nesta versão é centrada na investigação do homicídio de Mr. Burns, alegadamente assassinado por Homer Simpson (que também se encontrou preso por 18 anos).

Mr. Burns substitui aqui a fotojornalista Teresa Halbach, cujo homicídio em 2005 e o alegado envolvimento de Avery no crime enredado pela polícia local esteve na origem no desenvolvimento da série documental.

Depois de 18 anos de prisão, Homer é ilibado, mas dois anos depois, é acusado do assassinato de uma idosa. Para os verdadeiros fãs dos Simpsons, é provável que saibam que esta não é a primeira vez que Homer foi acusado de um crime que não cometeu. Vimos uma situação parecida durante a sexta temporada da série de animação da FOX no episódio “Homer Badman” onde vimos Homer ser injustamente acusado por assédio sexual.

O vídeo tem sido um autêntico sucesso e já foi visto no YouTube por mais de 550 mil vezes em apenas pouco mais de um dia e tem recebido centenas de comentários dos fãs dos dois programas.

Os fãs de Making a Muderer já sabem como o caso acaba. Vamos esperar por mais desenvolvimentos no caso Homer. #FreeHomerSimpson!

Texto de: André Calado
Editado por: Mário Rui André

Investimos diariamente em artigos como este.
Precisamos do teu investimento para poder continuar.