Na Suécia, há sinais de trânsito para viciados nos telemóveis


Jacob Sempler e Emil Tiisman quiserem alertar para o comportamento obsessivo das pessoas para com os seus telemóveis e alertar para o perigo de circular nas ruas sem atenção ao ambiente que as rodeia.

Os sinais foram colocados em Novembro do ano passado em três locais na cidade de Estocolmo, Suécia, mas voltaram agora às luzes da ribalta graças às redes sociais e à atenção mediática.

Mostram um homem e uma mulher, a caminhar, colados ao ecrã do telemóvel, uma realidade não muito estranha na Suécia, onde cerca de 70% da população tem uma conta activa no Facebook e três quartos dos utilizadores do Instagram partilham, diariamente, uma foto.

sinaissueciatelemoveis_02

“Eu também sou dependente das redes sociais. Uma manhã, a caminho do trabalho, quase fui atropelado porque estava a olhar para o meu estúpido smartphone”, conta Sempler. “Olhei à volta e percebi que não era o único.”

A polícia sueca alertou para a existência dos sinais no Twitter e a MTR, empresa que controla o metro na cidade, também tweetou sobre a iniciativa, referindo, inclusive, que este tipo de sinais deveriam igualmente ser colocados nas estações de metro.

Para Sempler, esta iniciativa, no mínimo, sarcástica, vai “fazer as pessoas pensar duas vezes na próxima vez que pegarem nos telemóveis” na rua. Mas admite que é uma questão “difícil” e que, muito provavelmente, até nem vai fazer “uma grande diferença” uma vez que “as pessoas que realmente precisam de ver os sinais, vão passar por eles e ignorar enquanto estão concentradas nos telemóveis”.

sinaissueciatelemoveis_03

Uma “moda” presente em todo o mundo. “Se caminharmos por qualquer cidade nestes dias, vemos pessoas completamente focadas nos seus smartphones.”

Aliás, na Bélgica, já foi criada uma via destinada às pessoas que circulam enquanto escrevem mensagens nos telemóveis. O objectivo era evitar choques entre os cidadãos belgas por estarem a olhar para o ecrã dos aparelhos. Também nos Estados Unidos, em Washington, e em Chongqing, na China, foram criadas vias distintas para pessoas que usam os telemóveis enquanto caminham.