O design dos novos Galaxy traz mais mudanças do que aquilo que aparenta


Um dos grandes líderes de mercado no mundo Android, a linha Galaxy S, da Samsung, recebeu novos produtos neste domingo. Tanto o S7 como o S7 Edge foram apresentados a cerca de cinco mil pessoas em Barcelona e, à primeira vista, pode parecer que tudo o que mudou foi apenas o seu interior, mas um segundo olhar despista logo esse pensamento.

Esta foi uma preocupação na conferência da Huawei e que marcou também a da LG: o design de um produto é dos elementos mais importantes e pode mesmo fazer a diferença no número de vendas, por muito boas que sejam as suas especificações. Estivemos no lançamento dos novos topo-de-gama da Samsung, tivemos a oportunidade de ter os produtos em mãos e mostramos-te agora 5 dos principais melhoramentos do design dos produtos que serão muito bem-vindos pelos seus utilizadores.

Adeus, saliência da câmara traseira

Uma das grandes consequências de reduzida espessura dos smartphones de hoje em dia é que há certos componentes que simplesmente não acompanham essa evolução e obrigam a que sejam feitos sacrifícios no design. Um desses sacrifícios passa por haver uma elevação na parte traseira dos produtos, como o Samsung Galaxy S6, o iPhone 6S ou o Nexus 6P, na parte da câmara.

galaxys7handsonmwc16_02

Não há muitas pessoas que sejam fãs dessa saliência, e isso com o Galaxy S7 ficou em grande parte resolvido. Não dizemos que se passares a mão pela parte traseira não sentirás essa mesma elevação, mas foi feita uma redução bastante substancial e que marca pontos no campo o design. Este é um detalhe que torna a utilização do S7 e do S7 Edge mais agradável e dá aos seus utilizadores uma maior segurança na altura e pousar o produto numa superfície lisa.

galaxys7handsonmwc16_03

As bordas arredondadas

Estás já a pensar que este é um dado exclusivo do Galaxy S7 Edge? Não é. Tanto o vidro frontal do S7 como a sua capa traseira foram arredondados nas bordas, dando uma sensação de conforto bastante maior. A ideia de que estamos a segurar num produto com um “unibody” fica muito mais clara, já que não é tão perceptível saber onde termina uma parte e começa a outra.

galaxys7handsonmwc16_04

galaxys7handsonmwc16_05

Esta sensação de conforto era já encontrara no iPhone 6S, por exemplo, com as suas bordas arredondadas que tantos elogios receberam. Importa notar que, se alguns elogiavam, outros também criticavam o quão escorregadio o produto se tornava por vezes, mas o vidro dos equipamentos da Samsung, na nossa experiência, proporciona um grip melhor e mais seguro. Mas claro, tudo depende da utilização de cada um.

O S7 Edge cresceu e com isso tudo se tornou mais claro

S6, S6 Edge, S6 Edge+, S6 Active, S6 Mini, e por aí fora. A quantidade de filhos, primos e enteados da linha Galaxy S parecia nunca mais terminar a partir do momento em que o novo topo-de-gama era anunciado. Para os entendidos deste mercado, os nomes dos produtos dão claramente a entender aquilo que cada um traz, mas para as outras pessoas isto tornava-se demasiado confuso , o que poderia afastá-las na opção de comprar um Samsung.

galaxys7handsonmwc16_06

A partir de agora, tudo isso poderá ficar mais simples. A linha “Edge” não só nos indica que o equipamento em questão tem um ecrã curvo, mas sim que é maior. Se eu quiser um equipamento com cerca de cinco polegadas e das melhores especificações do mercado, vou para o S7, mas se quiser algo ligeiramente maior já vou para o S7 Edge. Não fará muito sentido se a marca sul-coreana lançar daqui a alguns meses um S7 Edge+ com mais 0,3 ou 0,4 polegadas que o modelo “normal”, e este será um dos casos em que menos será mais.

galaxys7handsonmwc16_07

Habemus slot para microSD… e não só

A linha anterior de topos-de-gama da Samsung tinham um armazenamento interno de 32, 64 ou 128GB. Para muitos este espaço é suficiente, mas para outros, especialmente para quem fazia bastante utilização da câmara de vídeo e 4K, o recurso a um microSD era mais do que essencial. A pedidos de muitas famílias, está de regresso essa funcionalidade.

[Hands-On] Power and Design Reimagined with New Galaxy S7 and Galaxy S7 edge

Com capacidade para cartões até 200 GB, este foi um dos dados realçados na conferência e que de facto vem agradar a muita gente. Mas importa dizer que o slot renovado (na verdade o slot para o nano-SIM e o microSD é o mesmo) não traz só a hipótese de acrescentar um cartão de memória, mas também um segundo cartão SIM (mediante a região). Ou seja, um S7 Grand Duos é também algo que deixa de fazer sentido já que essa funcionalidade passa a ser padrão.

Shine bright like a Samsung

Não há volta a dar: os novos equipamentos da marca sul-coreana estão mais brilhantes do que nunca. Desde a versão dourada à prateada, até mesmo a versão em preto ou branco, todas as quatro cores saltam à vista e “descrição” é um adjectivo que provavelmente nunca será utilizado para descrever estes produtos.

galaxys7handsonmwc16_08

Em suma, o Samsung Galaxy S7 e S7 Edge trazem não só uma GPU melhorada ou uma câmara que promete resultados muito satisfatórios em ambientes noturnos, mas também algumas pequenas alterações no design que, tudo junto, resultam numa mudança substancial e que agradará às massas.

Resta dizer que a pré-venda dos terminais começa hoje em Portugal e assegura também o envio de uns óculos Samsung Gear VR de forma gratuita. A chegada às lojas portuguesas está agendado para o dia 11 de Março.

mwc16banner