A Microsoft (quase) inventou o teletransporte


Apesar de todos os avanços tecnológicos conseguidos nos últimos cinco ou dez anos, algo que ainda não ganhou vida foi o teletransporte e a viagem no tempo. Bom, a verdade é que, muito provavelmente, isso nunca vai acontecer, ou será que vai? O mais recente vídeo da Microsoft vai certamente deixar-vos de boca aberta.

Os óculos Hololens vão poder ser adquiridos por cerca de 3 mil dólares e oferecer toda uma nova experiência de realidade aumentada. Chegar a casa e não ter nenhuma televisão na parede, mas colocar os óculos e assistir aos conteúdos que desejarmos vai ser algo bastante comum no futuro, bem como falar com familiares e amigos do outro lado do mundo como se estivéssemos a poucos metros de distância.

A tecnologia chama-se “holoportation” funciona graças à utilização dos Hololens e de dez câmaras especiais, que recolhem, comprimem e transmitem as imagens para o outro utilizador. Essas câmaras vão captar o movimento ao vivo de um dos utilizadores e recriar esse movimento nos óculos do outro utilizador, que pode estar na casa ao lado ou a milhares de quilómetros de distância, como se estivessem frente a frente. Ora vê:

Importa notar que, apesar de muitas não dar a entender isso mesmo, Shahram Izadi, o engenheiro que te demonstra a tecnologia, só vê os “hologramas” quando tem os óculos colocados.

Uma funcionalidade que também desperta muito o interesse é a capacidade de rever os momentos anteriormente vividos, como o vídeo também demonstra. Chama-se “entrar numa memória viva” e é incrível.

Esta é uma tecnologia que ainda está em desenvolvimento, mas este vídeo já sobe um pouco o véu sobre aquilo que vai ser o futuro das telecomunicações. A questão é: quão longe está este futuro?