Bernie Sanders vence… no Tinder


Bernie Sanders está, neste momento, mais longe do que perto de conseguir ser o candidato presidencial do Partido Democrata norte-americano. No entanto, o íman do millennials pode dizer que conquistou o Tinder, agora que os resultados da iniciativa da organização sem fins lucrativos Rock The Vote foram divulgados.

Os valores finais são claros: 37.8% dos votantes, até esta sexta-feira, deram o seu voto – arrastando a sua imagem para o lado direito do ecrã touch – ao senador do estado de Vermont, de acordo com os dados divulgados pela aplicação para smartphones.

Apesar de ter vencido, Sanders não ficou muito longe da sua principal adversária. A ex-secretária de Estado de Obama, Hillary Clinton, ficou a 200 matches de chegar aos números de Bernie. A democrata alcançou 35.5% dos votos e venceu em 30 estados, em comparação com os 21 de Sanders. Além disso, Clinton superou o “socialista democrata” de 74 anos nos votantes homens, perdendo nas mulheres.

Naquilo que pode vir a ser um prenúncio para os resultados eleitorais das presidenciais norte-americanas – em pequena escala e num target muito específico –, há uma clara diferença entre os candidatos democratas e os republicanos. Em terceiro lugar surge Ted Cruz, o senador pelo estado do Texas, com 14.3% dos swipers, seguindo-se o polémico Donald Trump com 8.1%.

Tinder recolheu e vai continuar a recolher as respostas dos utilizadores de forma anónima até a época eleitoral terminar. Nessa altura, irá divulgar mais resultados desta experiência.