Faleceu a notável arquitecta Zaha Hadid. Tinha 65 anos


Um ataque cardíaco repentino tirou hoje a vida à que foi talvez a arquitecta feminina mais famosa da história, Zaha Hadid. De nacionalidade britânica, mas nascida no Iraque, Hadid morreu nas primeiras horas da manhã, segundo uma declaração da sua empresa, Zaha Hadid Architects.

Ela contraiu uma bronquite no início da semana e sofreu um ataque cardíaco enquanto era tratada no hospital”, foram as palavras da sua equipa, que continuaram com “é com grande tristeza que confirmamos a morte repentina da Dama Zaha Hadid, em Miami, nas primeiras horas desta manhã”.

O interior da Ópera de Guangzhou.
O interior da Ópera de Guangzhou

Zaha Hadid era conhecida pelo seu estilo único de desenhar edifícios, que por vezes mais pareciam esculturas artísticas do que espaços habitáveis. Os seus trabalhos mais notórios são o Centro Aquático Olímpico de Londres e a Ópera de Guangzhou, entre vários outros. Foi a primeira mulher a ganhar o Prémio Pritzker de Arquitectura, a distinção mais importante na área; fê-lo em 2004.

Sobre o seu sucesso, Zaha dizia em Setembro de 2015 que “como uma mulher na arquitetura, és sempre uma outsider. Mas não faz mal, gosto de estar sempre à beira do precipício”.

O dia de hoje marca o final da vida da arquitecta mais influente da história moderna.