Festival Som Riscado vai juntar Sensible Soccers, Holy Nothing e muito mais em Loulé


O Som Riscado é um novo festival que pretende fomentar cruzamentos e diálogos criativos entre a nova música portuguesa de cariz experimental (minimal, psicadélica, eletrónica) e o(s) universo(s) da imagem e das artes visuais, como o desenho e o cinema. Realiza-se em Loulé, de 31 de Março a 3 de Abril, com um cartaz que inclui Sensible Soccers, Holy Nothing e não só.

O principal objectivo do Som Riscado é juntar artistas plásticos/visuais e outros criativos do concelho de Loulé e da região com projetos musicais já firmados no panorama nacional.

O programa desta primeira edição é longo e compreende três vertentes: concertos e performances; exposições e instalações; debate-reflexão e formação. Tendo o Cine-Teatro Louletano como epicentro, o Som Riscado envolve vários espaços da cidade nas suas atividades, bem como diversos parceiros institucionais do concelho e da região que têm desenvolvido uma dinâmica assinalável na temática em que o festival se centra, como a Universidade do Algarve e a Casa da Cultura de Loulé.

Todos os espetáculos realizados no Cine-Teatro Louletano (1, 2 e 3 de Abril), o After-hours no Mercado Municipal (2 de Abril) e a Masterclass no auditório do INUAF (3 de Abril) são de entrada paga. Os restantes formatos do festival são de entrada gratuita, limitada à capacidade dos respetivos espaços. O passe geral custa 15 euros a partir de 30 de Março e pode ser adquirido aqui. O bilhete diário fica-se pelos 8 euros (5 euros para quem tem menos de 30 anos).

somriscadoloule_02