O regresso de El Guincho e outras novidades do Milhões de Festa 2016


Mudam-se os tempos, mas não se mudam as vontades. Aos nomes que foram acrescentados há duas semanas, somam-se agora mais dois, que já fazem parte da história do Milhões de Festa. São eles o retornado El Guincho, que encheram o coração dos festivaleiros com as mais variadas cores em 2010, e Islam Chipsy & EEK, cujo concerto na terra do galo em 2015 não se chegou a materializar.

Dizem que bom filho a casa torna: El Guincho volta seis 6 anos depois de ter passado por Barcelos, trazendo, desta vez, sonhos de luzes incandescentes e prateleiras desorganizadas daquelas que se vêem em qualquer loja dos chineses ao virar da esquina. O Guincho não volta descomprometido das suas raízes, mas mostra-nos o que os ares de Londres lhe andam a fazer. Hiperasia estende a latitude dos trópicos mais a norte, onde a revelia rítmica do footwork refina a alegria extasiante da interpretação de reggaeton de Guincho com motivos urbanos.

Islam Chipsy (que sempre se fez acompanhar da dupla estrondosa EEK) foi daqueles amores que escapou à primeira à organização do Milhões e que compensa, agora, mostrando do que realmente é feito: electricidade pura que se faz sentir dos ossos à medula. Chipsy é o passadiço entre o novo e o velho, o ocidental e o oriental, que vai colorindo dentro e fora das linhas da cena Chaabi a rebentar no Cairo, criando uma linguagem própria que nos deixa de mente em transe e corpos possuídos.

O Milhões de Festa regressa ao Parque Fluvial de Barcelos nos dias 21, 22, 23 e 24 de Julho e os bilhetes já se encontram à venda por 50 euros via Bilheteira Online e nos locais habituais, estando também e já disponível o pack com alojamento da Place and Tickets. A partir de 10 de Maio, os preços dos ingressos gerais fixam-se nos 60 euros.

El Guincho

Senhor do seu próprio e imaginativo mundo, o El Guincho surgiu-nos em 2010 como a alma hiperactiva e efervescente do pop que precisávamos, fazendo-nos mexer com ritmos provenientes dos trópicos e quimeras do coração. Seis anos depois, o Guincho volta com sonhos de luzes incandescentes justamente inspirados nas lojas dos chineses que encontramos em cada esquina, dando agora lugar a composições cada vez mais inspiradas na sonoridade londrina, com resquícios de R&B, dubstep e footwork. O mundo do Guincho promete levar-nos numa trip das mais coloridas que já tivemos.

Islam Chipsy & EEK

No coração do Milhões, em 2015, ficou uma necessidade por saciar: falamos de Islam Chipsy, o teclista fenomenal que transcende a cultura árabe em sucessões de acordes e melodias tão enraizados na cultura árabe quanto rápidos o suficiente para lhe escapar em direcção ao novo. Provavelmente o mais paradigmático artista desta tensão entre tempos e culturas vividas no Cairo, em conjunto com a dupla de percussionistas EEK, Chipsy eleva a possibilidade à insanidade e à electrificação da mente e do corpo com transe induzido em dança.