‘ Psicopátria ’ faz 30 anos e os GNR vão celebrá-lo no SBSR 2016


No início de Março, os GNR tocaram clássico Psicopátria, de uma ponta à outra, no Teatro Rivoli, no Porto, a cidade que viu nascer o Grupo Novo Rock em 1981. Em Julho, vão repetir a dose no Super Bock Super Rock. O álbum, lançado em 1986, inclui sucessos como “Efectivamente”, “Bellevue” e “Pós Modernos”.

Os concertos especiais, cantados em português, são presença assídua no Super Bock Super Rock. Na edição passada, tivemos Jorge Palma e Sérgio Godinho no mesmo palco, para 2016 prometido mais um momento bonito.

Psicopátria foi o quarto disco dos GNR, banda liderada pelo incontornável Rui Reininho, com Jorge Romão no baixo e Toli César Machado na guitarra e nas teclas. Com este disco, a banda assumiu sem reservas uma sonoridade pop e chegou a índices de popularidade inéditos. Foi com temas históricos como “Efectivamente”, “Bellevue” ou “Pós Modernos” que os GNR começaram a ser convidados para os grandes eventos e grandes salas nacionais e internacionais, consagrando-se como uma das mais importantes bandas nacionais de sempre.

Depois de terem estado no primeiro Super Bock Super Rock, os GNR voltam à beira-Tejo para uma viagem no tempo que recria, em 2016, o melhor dos anos 1980. Uma celebração imperdível dos 30 anos de Psicopátria.