Última edição em papel do Diário Económico publicada hoje


A edição impressa do Diário Económico saiu esta sexta-feira pela última vez para as bancas. “O Diário Económico suspende hoje a sua edição em papel. É, esperamos todos, uma suspensão temporária”, escreveu, esta sexta-feira, a administração do Diário Económico em comunicado.

O Diário Económico vai manter o canal de televisão, Económico TV, e continuará actualizado diariamente no site economico.pt. “Reconhecendo a dificuldade do momento, cabe a esta administração deixar duas palavras. A primeira, aos trabalhadores que suportam este projecto. A todos, obrigado. A segunda, aos leitores e aos anunciantes. Esperamos encontrá-los no nosso site e na nossa televisão”, lê-se na mesma nota. “Assumimos o mesmo compromisso. O de sempre, rigor e isenção.”

Na capa da última edição em papel do Diário Económico, a direcção editorial colocou uma foto de um aperto de mão e a palavra Obrigado“A edição que tem nas mãos é a última desta série em que o Diário Económico é impresso em papel”, refere também em comunicado. “A direcção editorial, que cessa funções, quer agradecer a todos os leitores, parceiros e anunciantes. Quer agradecer à redacção do Económico, que tem demonstrado um espírito de missão e uma capacidade de trabalho que merece ser salientada.”

Fundado em 1989, o Diário Económico é líder de vendas na imprensa económica. No final do ano passado, a edição impressa tinha uma tiragem de 13 195 unidades, segundo dados da Associação Portuguesa para o Controlo de Tiragem e Circulação. No online, o Económico teve em Janeiro 7 milhões de pageviews (segundo o ranking do Netscope), estando à frente do Jornal de Negócios.

Os últimos meses do Diário Económico não têm sido fáceis. Os trabalhadores têm salários em atraso e, na semana passada, perante uma “ausência de soluções para os constrangimentos às condições de trabalho”, a direcção editorial apresentou a demissão. Também na semana passada, a redacção do Económico fez uma greve de 24 horas: o Económico TV continuou no ar, mas não houve notícias em papel nem no site.

O futuro do Diário Económico está em risco pois a sociedade ST&SF, proprietária do jornal, está a atravessar dificuldades financeiras. Problemas de liquidez e de falta de dinheiro para cobrir as despesas são também um problema da Ongoing Strategy Investments, a holding da qual a ST&SF faz parte. As duas empresas estão em processo especial de revitalização (PER), tendo a ST&SF pedido em tribunal para converter o processo numa insolvência, conforme avança o Público.