Entrar neste Instagram é fácil. Mas será que consegues sair dele?


Um filme mudo dificilmente deixa qualquer evidência de sequer ter existido. É como se fosse esquecido num quarto escuro e esse mesmo quarto também esquecido por sua vez. Mais de 70% dos filmes mudos foram lá deixados a apanhar pó, sem que ninguém tenha memória deles.

Isto até que o Toronto Silent Film Festival tivesse encontrado uma forma de escapar deste quarto. A conta de Instagram do festival mostra-nos um quarto composto por vídeos que quando abertos nos dão uma visão de nós próprios a revistar cada canto do quarto. A partir daí, só tens que descobrir as pistas e sempre que encontrares um dos sete filmes perdidos é te dada uma letra que no final formará uma palavra que é a chave para saíres do quarto.

Este ano o Festival foi dedicado a filmes esquecidos, restaurados e que, em alguns casos, se pensava estarem desaparecidos para sempre.

Em 2013, foi criada uma campanha em que, através de um scroll super rápido, podias ver uma pequena parte de um filme antigo; em 2014 celebrou-se Charlie Chaplin com uma Instagram Time Machine; e no ano passado os utilizadores puderam criar os seus próprios clips de filmes mudos.

Num mundo de barulhos e distrações a cores para onde quer que nos viremos, não é fácil fazer com que as pessoas se interessem por algo sem som e a preto e branco. Talvez seja por isso mesmo que o Festival tenha escolhido o Instagram como o seu meio de eleição para promover o evento pelo quarto ano consecutivo.