Ricardo Araújo Pereira disse tudo sobre a prisão dos activistas políticos em Angola


Foi no dia 5 de Maio no Fórum Lisboa que diversas personalidades portuguesas se reuniram numa iniciativa em torno da libertação dos 17 activistas angolanosA sessão contou com as mais variadas intervenções desde a directora da Tinta da China Bárbara Bulhosa, passando pelo advogado Ricardo Sá Fernandes, pela escritora Lídia Jorge ou pela deputada do PS Isabel Moreira, terminando com a actuação musical de Riça JL. Excertos das exposições podem ser vistos aqui.

Ricardo Araújo Pereira foi também um dos convidados a deixar o seu testemunho e fê-lo, lendo a crónica “Análise e Interpretação de Uma Arma” que escreveu para a Visão do dia 7 de Abril. Com a ironia do costume, o humorista evocou algumas ideias chave que demonstram o status quo existente na condenação dos presos políticos. Nada é mais forte neste processo do que salientar e marcar a palavra de quem diz as coisas certas no local certo.