Tens até domingo para visitar o MURO


O MURO – Festival de Arte Urbana é a primeira iniciativa do género em Lisboa. Decorre no Bairro Padre Cruz com pinturas ao vivo de cerca de 30 artistas nacionais e estrangeiros, conferências, cinema, workshops, música e animação de rua. Nas paredes do Bairro Padre Cruz – bem como noutros locais da cidade – estão a surgir nestes dias obras de artistas como os espanhóis Aryz e Borondo, os portugueses Pariz One, Bordalo II, Mr.Dheo, Uber, Draw, Nomen, Tamara Alves e Mário Belém, o francês Mathieu Trembelin e a dupla holandesa Telmo e Miel.

A Galeria de Arte Urbana (GAU) organiza o festival em parceria com a Junta de Freguesia de Carnide. O Bairro Padre Cruz foi escolhido para acolher o evento “por reunir uma série de condições urbanísticas, arquitectónicas e logísticas, bem como um diversificado tecido social e massa associativa, que se revelaram particularmente favoráveis à concretização da iniciativa”, refere a organização.

O programa para estes dois dias pode ser consultado no site oficial da Junta de Freguesia de Carnide, mas é bom não esquecer que o resultado do festival ficará à vista de todos os que por ali passarem.

Para o final, o MURO dá lugar a um concerto dos Batida às 18 horas de dia 15.