‘Lemonade’, o filme de Beyoncé para a HBO, estreia este domingo em Portugal


Em Abril, Beyoncé surpreendeu-nos com um álbum riquíssimo em colaborações, com nomes como Kendrick Lamar, James Blake ou Jack White. O disco, intitulado Lemonade, foi lançado acompanhado de um filme de mais de uma hora, dividido por várias partes, e transmitido pela HBO.

Lemonade, o filme, é uma viagem visual pelas novas canções e vai estrear este domingo, 19 de Junho, às 21h30, no TVCine 3. Ao longo de mais de uma hora, Beyoncé fala abertamente de várias questões, sem reservas, frontal e incisiva. Constrói e descreve a sua caminhada pessoal nos últimos anos, falando da família, de política e da alegada traição do marido Jay Z.

Lemonade está dividido em 11 segmentos, 11 etapas da vida da cantora: “Intuition”, “Denial”, “Anger”, “Apathy”, “Emptiness”, “Accountability”, “Reformation”, “Forgiveness”, “Resurrection”, “Hope” e “Redemption”. Beyoncé começa por abordar as suas suspeitas e a raiva que sentiu quando estas se transformaram em quase certezas (épica a cena em que Beyoncé destrói carros com um taco de basebol num esvoaçante vestido amarelo ou quando incendeia uma casa com a maior das tranquilidades).

A cantora recorda que o pai a tinha avisado para o perigo que era envolver-se com homens como Jay Z (imagens de arquivo de Beyoncé enquanto criança e do pai Mathew). Todavia, Queen B compreende finalmente que Shawn Carter é o amor da sua vida e não há nada a fazer. Vemos então imagens de Jay Z e da filha de ambos, Blue Ivy, bem como do casamento do casal mais poderoso do mundo da música.

lemonadebeyoncehbo_02

Lemonade vai buscar ao título a duas inspirações da cantora, a sua avó maternal, Agnez Dereon, que nasceu no Louisiana, e Hattie, a avó de Jay Z. Ambas lutaram pelos seus direitos e fizeram da vida o melhor que puderam e conseguiram. Ou seja, se a vida lhes deu limões, elas fizeram limonada. Em Lemonade, Beyoncé afirma também uma posição política, citando Malcom X: “A pessoa mais desrespeitada na América é a mulher negra. A pessoa mais desprotegida na América é a mulher negra. A pessoa mais negligenciada na América é a mulher negra.”

Beyoncé refere-se ao importante movimento #BlackLivesMatter, ela que cantou na tomada de posse do Presidente Barack Obama. Participam no filme através de depoimentos mulheres negras que conseguiram vencer em vários quadrantes da sociedade: a tenista Serena Williams, a atriz Halle Berry, a cantora Zendaya, a bailarina Michaela DePrince ou a modelo Winnie Harlow.

Lemonade, o poderoso álbum visual de Beyoncé, é uma grande estreia marcada para domingo no TVCine 3.