Michael Moore foi visitar o fundador da WikiLeaks, Julian Assange


O realizador documental Michael Moore tirou algum tempo da promoção do seu novo filme para se encontrar com Julian Assange, fundador do WikiLeaks. Moore é um apoiante de Assange desde há muito tempo, mas nunca tinha conhecido o jornalista em pessoa.

O premiado cinematógrafo pagou uma visita até à embaixada do Equador em Londres, onde Assange está a viver desde 2012 em asilo político, de forma a evitar a sua extradição para a Suécia onde tem formuladas queixas contra si por abusos sexuais.

Julian Assange acredita que se regressar à Suécia vai ser levado para os Estados Unidos para ser interrogado sobre o Wikileaks.

À saída da embaixada do Equador, Michael Moore fez este vídeo:

O último filme de Michael Moore, Where to Invade Next, é uma comédia subversiva onde o documentarista desempenha o papel de “invasor” e visita uma série de nações para aprender como os EUA podem melhorar o seu próprio futuro. O criador de Fahrenheit 9/11 e Bowling For Columbine examina como os europeus vêem o trabalho, educação, saúde, sexo, igualdade.

Portugal é um dos países apresentados como um bom exemplo no que toca à política de descriminalização do consumo de drogas. Where to Invade Next chega às salas de cinema a 15 de Junho.