Polémica Gawker declara falência e prepara-se para ser vendida


A Gawker é um site polémico. Criado em 2003, o site dedica-se à divulgação de escândalos e mexericos nos Estados Unidos, sobretudo de celebridades. Integra hoje o influente grupo Gawker Media, que detém também, por exemplo, o site sobre tecnologia Gizmodo.

Recentemente, a Gawker divulgou uma sex tape de 1 minuto e 40 segundos envolvendo o antigo lutador de wrestling Hulk Hogan e a mulher do então melhor amigo. A Gawker foi condenada a pagar 140 milhões de dólares: 60 milhões de dólares a Hogan por danos morais, 55 milhões por danos económicos e 25 milhões por danos punitivos. A empresa alegou não conseguir pagar e abriu falência.

gawkerfalencia_02

O processo de Hulk Hogan (nome artístico de Terry Bollea) contra a Gawker foi, em parte, pago pelo investidor Peter Thiel, um dos primeiros a investir no Facebook e também co-fundador do PayPal, activando o debate nos Estados Unidos sobre a facilidade do poder económico em causar, indirectamente e de forma disfarçada, a queda de uma publicação editorial. Em 2007, a Gawker publicou um artigo em que afirmava que Thiel era homossexual e desde então o magnata de Sillicon Valley tem procurado apoiar casos contra a publicação.

gawkerfalencia_03

O próximo passo para a Gawker é a venda. A empresa de media digital Ziff Davis já fez uma proposta para a compra do site num valor entre 90 a 100 milhões de dólares. Segundo a declaração de falência, os activos da Gawker estão avaliados entre 50 a 100 milhões de dólares, enquanto o passivo está estimado entre 100 e 500 milhões.

Segue-se uma nota interna do CEO da Ziff Davis, Vivek Shah, a explicar o seu interesse na Gawker:

From: Vivek Shah

Sent: Friday, June 10, 2016 1:07 PM

To: ZD All

Subject: Announcement

I wanted to share some news about a potential acquisition for Ziff Davis. Earlier today, Gawker Media Group (GMG) filed for Chapter 11 bankruptcy. As part of that process, GMG plans to sell its media properties Gizmodo, Lifehacker, Kotaku, Jalopnik, Deadspin, Jezebel and Gawker.

Ziff Davis has entered into an asset purchase agreement to acquire all of these properties (free of GMG’s liabilities), subject to the outcome of a Court-supervised auction. Under the Chapter 11 process, the Bankruptcy Court will soon set a schedule for other potential bidders to enter the sale process. There will then be an auction, which will likely take place at the end of July.

In the event we become the acquirer, the additions of Gizmodo, Lifehacker and Kotaku would fortify our position in consumer tech and gaming. With the addition of Jalopnik, Deadspin and Jezebel, we would broaden our position as a lifestyle publisher. Much like us, GMG is heavily active in driving commerce-based revenues and has an impressive publishing and commerce platform with Kinja.

As you can see, there’s a tremendous fit between the two organizations, from brands to audience to monetization. We look forward to the possibility of adding these great brands – and the talented people who support them – to the Ziff Davis family.