A Torre Eiffel não teve as cores de Portugal e diz que a culpa foi dos portugueses


Portugal é campeão europeu de futebol. A Selecção portuguesa conquistou a taça depois de uma fase de grupos jogada com empates e de muito sofrimento e determinação nos oitavos, nos quartos e meias-finais. Mas, apesar da vitória nacional, a Torre Eiffel não se iluminou de vermelho e verde.

Ao longo deste Euro 2016, a Torre Eiffel ganhou várias cores no final dos jogos, coincidindo com as cores dos países vitoriosos. O icónico monumento francês chegou mesmo a ter o vermelho e verde portuguesas depois de a nossa Selecção ter ganho contra o País de Gales, Polónia ou Croácia.

Contudo, a imagem não se repetiu depois do 1-0 contra a França na final do Euro 2016, com golo de Éder no prolongamento. A Torre Eiffel foi pintada de branco, vermelho e azul, o tricolor francês. A Internet agitou-se, claro contra este aparente desrespeito ou “mau em perder”

Alguns internautas portugueses foram até à página de Facebook da Torre Eiffel perguntar-lhe o porquê das cores francesas em vez das portuguesas. A resposta da Torre foi esclarecedora:

torreeiffelporfra_02

As cores da Torre Eiffel no final dos jogos são determinadas por uma hashtag no Twitter. No final dos encontros, os países mais tweetados ganham destaque no símbolo de Paris, numa iniciativa da operadora Orange. Entre #POR e #FRA, foi Portugal a ganhar no campo mas a França a levar a “taça” no Twitter.

Para que a Torre Eiffel tomasse as cores nacionais e exibisse o globo dourado no vão do 1º andar, era preciso que que a hashtag #POR fosse mais popular que todas as outras.  Ou seja, a culpa – por assim dizer – foi dos adeptos das quinas.

É verdade que as regras estavam definidas desde o início, mas todos temos de concordar que o sucedido não foi nada fixe da parte da Torre Eiffel e, sobretudo, de França.