Eis a maravilhosa e barata resposta da Xiaomi ao MacBook Air


 
Este artigo é gratuito como todos os artigos no Shifter.
Se consideras apoiar o nosso trabalho, contribui aqui.

Uma das principais marcas de smartphones no mercado chinês, a Xiaomi deu nesta quarta-feira os primeiros passos no ramo dos computadores portáteis. A tecnológica asiática apresentou o Mi Notebook Air, um laptop que chega ao marcado para concorrer diretamente com o MacBook Air e que, logo a começar, dá 10-0 em termos de preço. Como não podia deixar de ser.

minotebookair_02

Ontem, 27 de Julho, foi o dia em que grande parte dos rumores se confirmaram sobre o lançamento do computador a Xiaomi. O Mi Notebook Air chega em duas versões, Gold ou Silver, e a rodar o Windows 10. O seu corpo tem bordas ultra-finas, querendo isto dizer que o ecrã, Full HD e ultra-resistente, ocupa praticamente a totalidade da parte frontal. O teclado é retroiluminado, tal como o equipamento da Apple.

O Notebook Air vai chegar em duas versões de tamanho e de processamento. O mais “modesto” tem 12,5 polegadas, um processador Core M e um SSD de 128 GB, embora, segundo a Xiaomi, tenha uma incrível autonomia de 11 horas e meia. Por sua vez, a versão maior traz um ecrã de 13,3 polegadas com um processador Intel Core i5, 225GB de SSD e uma placa crágica Nvidia GeForce 940MX, bem como uma entrada USB Tipo-C. Estimam-se 9,5 horas de bateria.

minotebookair_03

minotebookair_04

minotebookair_05

Importa realçar que tanto o modelo de 12,5 como o de 13,3 polegadas é relativamente leve (1,07kg e 1,28 kg, respetivamente) e ambos têm um espaço dedicado no seu interior na eventualidade de o utilizador queira inserir um segundo SSD. À semelhança do que já é possível fazer com o Apple Watch e o Macbook, o Notebook Air também é desbloqueado automaticamente com a smarband da Xiaomi, a Mi Band 2, via Bluetooth.

Quanto a preços? Estamos a falar de 525 dólares para o modelo de 12,5 polegadas e de 750 dólares para o de 13,3, algo que, comparado com os preços da concorrência, é um enorme, enorme motivo de interesse. A grande desvantagem? Para já, o Mi Notebook Air vai ter como destino o mercado chinês, e não se sabe se alguma vez se irá expandir.

 

Investimos diariamente em artigos como este.
Precisamos do teu investimento para poder continuar.