Ir ao cinema 3D e não precisar de óculos? Já estivemos mais longe


Este artigo é gratuito como todos os artigos no Shifter.
Se consideras apoiar o nosso trabalho, contribui aqui.

Ver cinema em 3D é uma experiência pela qual todos devemos passar pelo menos uma vez na vida, mais que não seja para dizer que já o fizemos. Contudo, a experiência está longe de ser grandiosamente satisfatória: o bilhete é mais caro, os horários são mais limitados e, claro, tens de usar uns óculos de plástico incómodos, especialmente para quem já usa óculos no dia-a-dia. Mas graças a uma tecnologia do MIT, isso poderá estar prestes a mudar.

O Laboratório de Inteligência Artificial e Ciência Computacional do reputado MIT aliou-se ao Instituto de Ciência Weiszmann, de Israel, para juntos desenvolverem uma tela de cinema capaz de reproduzir conteúdos em 3D sem a necessidade de usar óculos para o efeito. Sim, há equipamentos, como a Nintendo 3DS, em que isto já é uma realidade, mas quando estamos a falar de dezenas e dezenas de polegadas, o desafio é bem maior, tanto que, até agora, ainda não tinha sido ultrapassado.

Para além do tamanho do ecrã, os cientistas vão também ter de lidar com o facto de uma sala de cinema albergar centenas de pessoas, cada uma delas a ver o filme de um ângulo diferente, o que afecta a experiência de visualização. Para já, os avanços foram significativos. Vê um pouco mais da explicação aqui:

Se há alguém capaz de o faz, certamente que é a equipa do MIT, que diz também ser capaz de preservar a qualidade e a resolução de imagem com esta tecnologia. Para já, o protótipo tem ainda o tamanho de um bloco de notas e requer uma instalação complicada, por isso esta tecnologia não é já para “amanhã”. Esperemos que seja para breve.

Investimos diariamente em artigos como este.
Precisamos do teu investimento para poder continuar.