Messenger começa a testar mensagens encriptadas


 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

Desde o início, o WhatsApp garante conversações encriptadas, isto é, as mensagens ou chamadas que trocas com um amigo estão guardas unicamente nos vossos telemóveis, não passando em momento algum pelos servidores do Facebook (dono do WhatsApp). Agora o Facebook quer trazer mensagens encriptadas para a outra sua aplicação de chat, o Messenger.

O Messenger é um serviço seguro, quer isso dizer que as tuas conversas, apesar de alojadas nos servidores do Facebook, estão seguras. Contudo, a encriptação acrescenta um novo nível de privacidade e segurança ao não permitir a leitura dos teus chats pelo Facebook. A empresa começou a testar “conversas secretas” no Messenger e prevê lançar a nova funcionalidade globalmente ao longo do Verão.

Se utilizas o Messenger, vais poder transformar a tua conversa com um amigo numa conversa encriptada e as mensagens trocadas durante um período de tempo definido por vocês vão ficar alojadas nos respectivos telemóveis. Findo esse tempo, são automaticamente eliminadas, sem nunca serem “lidas” pelo Facebook. São conversas secretas.

messengerencriptado_02

“Colocamos as pessoas em primeiro lugar em tudo o que fazemos no Messenger e hoje começamos a lançar uma nova opção na aplicação para lidar melhor com conversas sobre tópicos sensíveis”, lê-se em comunicado. “As tuas mensagens e chamadas via Messenger já beneficiam de fortes sistemas de segurança – o Messenger usa canais de comunicação privados (à semelhança dos websites da banca e de comércio electrónico) assim como as poderosas ferramentas do Facebook de bloqueio de spam e malware. Percebemos que existem alturas em que queres uma segurança reforçada – por exemplo, para discutir informação privada como uma doença ou um problema de saúde com amigos ou familiares, ou o envio de informações financeiras para um contabilista.”

Durante uma conversa secreta no Messenger não é possível partilhar conteúdo rico como GIFs e vídeos, enviar dinheiro ou usar outras funcionalidades populares do serviço, que estão dependentes de outras aplicações, por exemplo. O teste no Messenger com encriptação começou a ser feito tanto em Android como em iOS.

Se não conseguirmos aumentar o número de patronos, a 2ª edição da revista será a última, e o Shifter como o conheces terminará no final de Dezembro. O teu apoio é fundamental!