“Handle with Care”: o movimento para acabar com o sexismo


 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

A pressão da sociedade e os comentários sexistas que as mulheres ouvem diariamente serviram de inspiração a uma artista californiana para criar o projecto “Handle with Care”.

Röra Blue decidiu abordar o sexismo de uma outra perspectiva, recorrendo a fotos que revelam alguns dos comentários que ouve no seu quotidiano. “Algumas frases são coisas que me disseram, em diferentes momentos na minha vida, outras são comentários a que algumas mulheres são submetidas”, explica na sua conta de Instagram.

“Porque estás chateada? É aquela altura do mês outra vez?”;

“És uma mulher, o teu lugar é na cozinha”;

“Não queres filhos? Não tens medo de não te sentires realizada na vida?”

Processed with VSCO with hb1 preset

“As fotos têm como propósito ilustrar o sexismo moderno e algumas das pressões que as mulheres enfrentam na sociedade dos nossos dias”, acrescenta.

Blue explicou ao El País que, normalmente, os seus trabalhos focam-se na interactividade: “Adoro envolver as pessoas no processo artísitico e permitir que façam parte da minha arte. Este projecto tinha como objectivo iniciar uma conversa”.

Por isso, apela à interacção das utilizadoras no projecto, convidando-as a partilhar com o hashtag #handlewithcare algum comentário ou experiência sexista que tenham experienciado.

Para a artista, o sexismo é algo que “faz parte da cultura e que já se encontra enraizado na sociedade”. “Todas as mulheres o vivenciam, mas nem sempre sabem. O importante é não ficar calado, há que dizer as coisas”.

Processed with VSCO with hb2 preset

Se não conseguirmos aumentar o número de patronos, a 2ª edição da revista será a última, e o Shifter como o conheces terminará no final de Dezembro. O teu apoio é fundamental!